Correio do Povo | Notícias | Ação do Exército, "como sempre", será com base na Constituição, diz comandante

Porto Alegre

20ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quinta-feira, 20 de Setembro de 2018

  • 26/05/2018
  • 08:57
  • Atualização: 09:07

Ação do Exército, "como sempre", será com base na Constituição, diz comandante

Villas Boas também afirmou que é necessário esforço de todos os setores para uma solução rápida

Ação do Exército,

Ação do Exército, "como sempre", será com base na Constituição, diz comandante | Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil / CP

  • Comentários
  • AE

O comandante do Exército, general Eduardo Villas Bôas afirmou em sua conta do Twitter na noite de sexta-feira que a força agirá para ajudar a garantir o abastecimento da população, prejudicado pela greve dos caminhoneiros, "com base na Constituição Federal, em apoio às instituições e pela democracia", como sempre ocorre. O general Villas Bôas ressalvou no entanto, "é necessário que todos os setores da sociedade brasileira atuem para uma solução rápida dessa crise". Para esta ação, lembrou o comandante, "mais uma vez, o Exército" está sendo empregado em uma operação de Garantia da Lei e da Ordem (GLO), que valerá até o dia quatro de junho.

O comandante não cita, mas nas Forças Armadas, a avaliação é de que não só Poder Executivo deveria se empenhar para solucionar o problema desta grave crise que atinge a todos. Os militares entendem que o Judiciário, o Legislativo e também o Ministério Público têm de fazer a sua parte. No caso do MP, os militares lembram ainda que eles deveriam estar agindo para a proteger a sociedade, que está tendo a sua dignidade afetada. Defendem também que os Estados entrem no esforço de solucionar o problema, porque ele afeta a todos os segmentos.