Correio do Povo | Notícias | Após duelo jurídico, presidente do TRF4 determina que Lula continue preso

Porto Alegre

13ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, segunda-feira, 23 de Julho de 2018

  • 08/07/2018
  • 19:39
  • Atualização: 20:40

Após duelo jurídico, presidente do TRF4 determina que Lula continue preso

Decisão contraria determinação do desembargador Favreto que havia concedido habeas corpus

Manifestantes pediram liberdade de Lula em frente ao TRF4 | Foto: Mauro Schaefer

Manifestantes pediram liberdade de Lula em frente ao TRF4 | Foto: Mauro Schaefer

  • Comentários
  • AE

O presidente do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, Thompson Flores, endossou a decisão do relator da Lava Jato João Pedro Gebran Neto que, neste domingo, suspendeu ordem de habeas corpus que havia sido dada pelo plantonista da Corte, desembargador Rogério Favreto, em favor do ex-presidente Lula. Com a decisão de Thompson Flores, o petista deve permanecer preso na carceragem da Polícia Federal em Curitiba.

Mesmo depois de o relator da Lava Jato no TRF4, João Pedro Gebran Neto, desautorizar ordem para libertação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o desembargador Rogério Favreto, plantonista na Corte, insistiu em acolher pedido de habeas do petista, às 16h04min deste domingo. Ele ordenou que Lula deixe a PF em uma hora. O desembargador decidiu negar pedido de reconsideração de seu primeiro despacho movido pela Procuradoria da República da 4ª Região. E ainda voltou a alertar que ‘eventuais descumprimentos importarão em desobediência de ordem judicial, nos termos legais’.

Após a decisão, Moro afirmou que o desembargador é absolutamente incompetente para contrariar decisões colegiadas do Supremo e do TRF4. Em novo despacho, Favreto insistiu em sua decisão. Instado a se manifestar, o relator natural do caso, João Pedro Gebran Neto, havia suspendido a soltura de Lula.


TAGS » Lula, Política, TRF4