Correio do Povo | Notícias | Homem que esfaqueou Bolsonaro é levado para centro de detenção provisória

Porto Alegre

28ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quarta-feira, 21 de Novembro de 2018

  • 07/09/2018
  • 10:41
  • Atualização: 10:53

Homem que esfaqueou Bolsonaro é levado para centro de detenção provisória

Adélio Bispo de Oliveira estava na Delegacia da PF em Juiz de Fora

Adélio Bispo de Oliveira estava na Delegacia da PF em Juiz de Fora | Foto: Divulgação / CP

Adélio Bispo de Oliveira estava na Delegacia da PF em Juiz de Fora | Foto: Divulgação / CP

  • Comentários
  • R7

O agressor que esfaqueou o candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL), Adélio Bispo de Oliveira, foi transferido de uma delegacia da Polícia Federal para um centro de detenção provisória, o Centro Remanejamento do Sistema Prisional, em Juiz de Fora, na madrugada desta sexta-feira. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa da PF.

O suspeito havia sido levado à Delegacia da Polícia Federal de Juiz de Fora. A PM diz que ele confessou o crime. Após a prisão, enquanto era levado em uma viatura militar, pessoas no local gritavam "vai morrer".

O segundo suspeito, cuja identidade não foi revelada, foi conduzido a uma delegacia para prestar depoimento à PF e já foi liberado. Segundo a assessoria da PF, no entanto, ele continuará sendo investigado em liberdade até que seja confirmado ou não seu envolvimento no caso.

Em nota, a PF diz que Bolsonaro "contava com a escolta de policiais federais quando foi atingido por uma faca durante um ato público". A mensagem ainda diz que "o agressor foi preso em flagrante e conduzido para a Delegacia da PF naquele município. Foi instaurado inquérito policial para apurar as circunstâncias do fato."

O advogado de Adélio, Pedro Oliveira dos Santos, disse ao R7, que o cliente parecia uma pessoal normal. "Não posso descrevê-lo porque todos os nossos contatos foram profissionais, mas ele parecia calmo".

Situação de Bolsonaro

Bolsonaro foi transferido na manhã desta sexta-feira para o hospital Albert Einstein, em São Paulo. Os familiares e a junta médica informaram que o quadro do candidato é estável e, por isso, a transferência foi autorizada.

Depois de levar uma facada durante evento da campanha, o candidato foi encaminhado para a Santa Casa da Misericórdia, em Juiz de Fora, onde foi atendido e operado às pressas. Bolsonaro deve permanecer com uma bolsa de colostomia, mas a saúde do candidato à Presidência é estável. A família diz que, apesar dos ferimentos, Bolsonaro se recupera bem.