Porto Alegre

18ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, sábado, 27 de Maio de 2017

  • 26/05/2016
  • 13:06
  • Atualização: 13:23

Vítima de estupro divulgado na Internet passa por exames

Jovem de 17 anos prestou depoimento e investigação está sob sigilo

  • Comentários
  • Correio do Povo

A jovem de 17 anos que teve imagens divulgadas nas redes sociais após ter sofrido estupro no Rio de Janeiro passou por exames médicos na manhã desta quinta-feira. Segundo entrevista da vó da menina para a rádio CBN, a vítima foi encontrada por um agente comunitário e levada para a casa da família. A informação é do jornal Estado de S. Paulo.

Na terça-feira, um dos criminosos publicou no Twitter um vídeo que mostra uma jovem nua e desacordada. Na gravação, ele e outro homem fazem comentários indicando o estupro e exibem a menina. "Amassaram a mina, intendeu (sic) ou não intendeu (sic)? Kkkkkkkkkk", escreveu o autor da postagem.

No começo da gravação, um homem revela que “mais de 30 teriam participado do crime. Eles também usam termos comuns aos integrantes de facções do tráfico. As postagens criaram polêmicas no Twitter. Pelo menos mais quatro homens compartilharam o vídeo, mas ainda não está provado se eles participaram do ato. Caso tenham confirmada a divulgação, podem ser punidos pela Justiça.

Imediatamente, muitos internautas passaram a pedir para que os homens que estavam se gabando pelo ato nas redes sociais fossem denunciados e as contas suspensas. Um dos homens que aparece no vídeo, apagou a conta, mas, antes, criticou as ameaças dos usuários e prometeu divulgar outras imagens da vítima.

Internautas fizeram campanha durante toda a quarta-feira para que as postagens não fossem compartilhadas. Além de pedir uma punição dura para os responsáveis. O caso é investigado pelo delegado Alessandro Thiers, titular da Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI). As informações do caso estão sob sigilo para não expor a vítima.