Correio do Povo | Notícias | Sessão extraordinária da Câmara é marcada por confusão entre servidores e guarda municipal

Porto Alegre

13ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, segunda-feira, 23 de Julho de 2018

  • 11/07/2018
  • 16:44
  • Atualização: 17:44

Sessão extraordinária da Câmara é marcada por confusão entre servidores e guarda municipal

Grupo não pôde entrar no plenário e teria forçado a entrada para participar da sessão extraordinária

Servidores tentaram forçar entrada no plenário da Câmara dos Vereadores  | Foto: Mauro Schaefer

Servidores tentaram forçar entrada no plenário da Câmara dos Vereadores | Foto: Mauro Schaefer

  • Comentários
  • Correio do Povo

* Com informações do repórter Lucas Rivas e Jessica Hübler 

Houve confusão, empurra-empurra e uso de spray de pimenta antes da sessão extraordinária da Câmara de Vereadores de Porto Alegre na tarde desta quarta-feira. No dia de votação de projetos que tramitam em regime de urgência, um grupo de municipários chegou cedo para participar da sessão, mas logo quando as galerias ficaram lotadas, os que ficaram do lado de fora começaram a forçar a entrada no interior do plenário.

• Acompanhe Câmara de Vereadores de Porto Alegre realiza sessão extraordinária

Os servidores gritaram “a casa é do povo” e balançaram os crachás para mostrar aos guardas municipais, que fazem a segurança no local. A entrada foi liberada para os municipários que apresentaram os devidos crachás.

O clima foi tenso entre os guardas municipais e servidores durante a confusão do lado de fora. Aos gritos de "abre a porta, abre a porta", os servidores entraram em confronto com a Brigada Militar (BM), que foi solicitada para conter a manifestação. Por causa da confusão, equipamentos foram destruídos, assim como algumas do local. Quem estava dentro do plenário, não poderia mais sair. Segundo municipários, houve agressão por parte da guarda municipal.

As portas da Câmara foram fechadas por conta dos tumultos que ocorreram no corredor que dá acesso ao plenário. Como não está permitida a entrada de novas pessoas nas galerias, as portas também foram fechadas.