Porto Alegre, 25 de Abril de 2014

Resultado para Tag "Cachorros"



RS quer proibir serviços de cães de guarda

Postado por amigobicho em 22 de março de 2013 - Cães de guarda

O projeto de lei que proíbe a prestação de serviços de vigilância feita por cães de guarda com fins lucrativos no Rio Grande do Sul (PL Nº 462/2011) vai a plenário na próxima terça-feira (26), a partir das 14h. O projeto de autoria do deputado Paulo Odone (PPS) encerrou sua tramitação na Comissão de Economia e Desenvolvimento Sustentável (CEDS). O parecer favorável do relator Lucas Redecker (PSDB) foi aprovado por unanimidade. De acordo com Redecker, a proibição da atividade não trará prejuízo à economia do Estado. “Pelo contrário, servirá de estímulo, pois exigirá a contratação de funcionários para a atividade de vigilante”. Para Odone, além do benefício da geração de empregos, com a tecnologia disponível atualmente, a utilização de cães de guarda com fins lucrativos se torna “uma técnica medieval”.
A proibição de cães de guarda no Rio Grande do Sul segue uma tendência nacional, amplia o mercado de trabalho para os vigilantes e ainda protege os Direitos Animais. Pelo projeto, será considerado infrator o proprietário dos cães ou do imóvel em que os animais estejam realizando a guarda e/ou vigilância, bem como todo aquele indivíduo que contrate por escrito ou verbalmente a utilização animal. Quem desrespeitar a lei estará sujeito ao pagamento de multa, multiplicada pelo número de animais que possuir. Também fica definido que os custos referentes ao recolhimento, encaminhamento para atendimento veterinário ou o encaminhamento dos animais aos locais a serem definidos em regulamento até que sejam doados, incluindo todas as despesas, serão de responsabilidade do infrator.
Parece óbvio que um profissional de vigilância privada sairia muito mais caro que um cão de guarda. Vivemos numa sociedade onde o “custo zero e o lucro fácil” norteia o pensamento de muitas empresas. Num cenário como esse, começaram a proliferar negócios especializados em segurança patrimonial, onde os cães são vistos como “empregados ideais”, pois não recebem salário nem encargos trabalhistas, e, no final do mês, ainda geram um bom lucro aos “empresários”.

Oferta em Porto Alegre

Porto Alegre conta com algumas empresas que realizam serviços de proteção e vigilância patrimonial, residencial ou comercial, utilizando cães “treinados”. Em uma empresa de cães de guarda, localizada na zona Norte da Capital, a locação de um cão de guarda custa R$ 650,00 por mês. Esse é o preço médio cobrado pelas especializadas, que pode variar conforme as características do local onde o animal exerce a sua função, porém, se há necessidade de contratação de um cão em caráter emergencial, por exemplo, de quatro dias, o valor pode chegar a R$ 1 mil. De acordo com Odone, somente uma empresa chega a ter cerca de 2,7 mil cães, o que demonstra o elevado índice de lucro da iniciativa, sem o devido controle e cuidado que a atividade requer.
Segundo dados do Sindicato das Empresas de Segurança e Vigilância do Estado (Sindesp/RS), um profissional particular recebe básico de R$ 968,00 mensais, R$ 193,60 de risco de vida, R$ 6,60 por hora extra, além de todos os direitos previstos na CLT que pode chegar a R$ 3 mil. Para o presidente do Sindesp/RS, Evandro Vargas dos Santos, a discussão sobre o tema não pode ficar restrita à diferença de custos entre humanos e animais, salientando que proibição do uso de cães concederá mais vagas a trabalhadores especializados em vigilância e segurança. “O cão bem treinado pode até fazer uma boa vigilância, mas jamais irá substituir a qualidade do trabalho humano”, avalia.

Comunidade do Facebook luta contra o aluguel de cães

Em junho de 2011, um grupo de protetores criou no Facebook a comunidade “Contra o aluguel de cães em Porto Alegre”, com o objetivo de conscientizar a população sobre a prática cruel a que cães são submetidos e de incentivar denúncias contra exploração deles. A mensagem principal do grupo mostra a importância de libertar esses animais de uma condição vergonhosa e degradante: “Os cães de locação padecem ao relento, abandonados, e, muitas vezes, sem receber alimentação adequada. Como pode tamanha crueldade com seres tão ligados ao homem? Para um cachorro, a convivência com um ser humano é a mais valiosa de todas. O ser humano, por sua vez, vê nisto uma oportunidade de se sustentar sem muito esforço. Temos que mostrar nossa indignação! Sabemos que muitas pessoas sentem pena destes cães, mas somente sentir pena não adianta. Tirem fotos, registrem os casos de crueldade! Colocaremos no álbum de fotos com o endereço do local e nome da empresa. Procurem alimentar os cachorros com boa ração e fazer-lhes carinho. Não são tão agressivos assim. Agressivo é o ser humano…”



Bicho de Estimação pede socorro

Postado por amigobicho em 21 de março de 2013 - Campanha

A ONG Bicho de Estimação está falindo. A instituição, com sede na rua Florentina, 40, em Viamão, mantém 70 gatos e 17 cachorros. No entanto, o dinheiro acabou e as dívidas se avolumam na praça. Somente com ração as despesas se aproximam de R$ 1 mil/mês. A presidente da Bicho de Estimação, Audrei Corrêa Maslinkiewicz, literalmente recorreu ao Blog Bicho Amigo para pedir socorro. Além de auxílio financeiro, ela precisa de apoio de veterinários para castração dos animais a baixo custo. Também oferta peludos e peludas para adoção. Interessados devem entrar em contato com a Audrei pelo telefone (51) 8486-9655. Doações podem ser encaminhadas à conta 35852103.0-9 da agência 0852 do Banrisul. Abaixo, fotos de alguns bichinhos que estão aptos para adoção. Mais informações sobre a ONG no link http://www.facebook.com/bichosdeestimacaoviamao.



CRIME!!! Cães decepados na vila Tronco

Postado por amigobicho em 20 de março de 2013 - Mascotes

Cinco filhotes SRD foram mutilados na vila Tronco, zona Sul de Porto Alegre. A protetora Tati chegou a resgatá-los, mas eles não sobreviveram aos graves ferimentos. Dois cãezinhos tiveram duas patinhas decepadas. Outros dois perderam, cada um, três patinhas. O quinto peludinho teve duas patas decepadas totalmente e uma terceira ficou pendurada. A ninhada agonizante foi encontrada no interior de uma caixa de papelão, na esquina das ruas Moab Caldas e Carlos Barbosa. “Estavam comigo, pedi ajuda à Secretaria Especial dos Direitos Animais e não obtive resposta. Infelizmente não consegui salvá-los”, lamentou Tati, informando que os filhotes morreram entre a madrugada e a manhã desta quarta-feira (20/03).
Lembra que, recentemente, 11 filhotes de Fila foram executados a pedradas por um dependente de crack, no Morro Santa Teresa. A protetora afirma que os massacres e as mutilações somente terão fim quando houver uma campanha de castração de todas as fêmeas – cadelas e gatas – que vivem perambulando pelas ruas da capital gaúcha. “Do contrário, seguiremos convivendo com estas atrocidades”, lamenta.


Tati revela que existem pelo menos oito cadelas abandonadas em área onde foram removidos casebres para as obras de duplicação da avenida Tronco. “Diariamente vou até lá, mas não tenho como recolhê-las pois já tenho muitos outros abrigados”, lamenta. A Secretaria Especial dos Direitos Animais (Seda) faz um apelo, em seu site – /www2.portoalegre.rs.gov.br/seda/default.php – para que todas as informações e solicitações de atendimento a animais de rua, vítimas de acidentes e maus tratos, sejam feitas pelo telefone 156. “Tentei, mas não fui atendida”, diz Tati, da ONG Adote um Bicho de Rua.

ATÉ QUANDO ESSAS AGONIAS?
ATÉ QUANDO ANIMAIS (FILHOTES!!) COM PATAS DECEPADAS?
ATÉ QUANDO, PORTO ALEGRE?
ATÉ QUANDO TANTO DESCASO, TANTA IMPUNIDADE?
ATÉ QUANDO, PORTO ALEGRE?
ATÉ QUANDO?



Querem um mascote? Adotem!!

Postado por amigobicho em 20 de março de 2013 - Adoção

A todo instante recebemos apelos de lares para peludos e peludas abandonados pelos donos. Vamos lá!! Quem se habilita a adotar um anjo de quatro patas?

HUSKY

Este lindíssimo Husky foi encontrado abandonado perto de Águas Claras, em Viamão. Tem menos de dois anos e convive muito bem com fêmeas. A castração será por conta do adotante, que deverá preencher um formulário de adoção com todos os seus dados. Contatos: Elena – maers@terra.com.br.

ANJINHOS

Essas criaturinhas foram abandonadas na rua, sob uma telha. Foram recolhidos, mas precisam de um lar definitivo. Interessados devem entrar em contato com
Leonardo Peixoto – (51) 8442.0368 ou leonardo@furrielexpress.com.br.

FURADO

Precisamos encontrar um bom lar para o peludo Furado. Ele é um anjo, sofrido demais e tem uma cara de “tristinho”, “coitadinho” e “humilde” que corta o coração. O anjinho pesa 13 quilos e tem porte pequeno/médio. É um adulto jovem. É de boa convivência. Será entregue castrado e vacinado. Contatos para adoção ou até para um abrigo até adoção: cristinabayer@terra.com.br ou (51) 8100.3880.

FILHOTÃO

Mais um animal indefeso abandonado na remoção da vila para ampliação da avenida Tronco, na zona Sul de Porto Alegre, foi resgatado e agora precisa de um lar. É um filhotão lindo e gigante. Deve ter uns três meses e será enorme. Contatos com Tati: (51) 9220-0831.

Tomy

Este lindo bebê tem três meses, será porte médio e tem olhar irresistível. Quem quiser adotar este lindo, deve entrar em contato com: Marcia Sirlei Paixão da Silva – (51) 8211-5021 e marciamorzin@hotmail.com – ou Maribel Fraga – (51) 8211-4790 e maribel@sunsetsurfstreet.com.br.

Abandonado

Os donos se mudaram e abandonaram este Linguiça. De vez em quando alguém aparece e dá um pouco de ração, só que os pássaros comem e ele fica sem. Quando colocam comida, não botam água. Ele é bem pequeninho. Está tão magrinho que não deve pesar nem 4 quilos. É muito triste ver um cachorrinho tão dócil ser abandonado assim, parece uma caveirinha ambulante. Contatos com Maritza Sarturi: m_sarturi@hotmail.com.



Poodle cega está desaparecida

Postado por amigobicho em 19 de março de 2013 - Perdido

Por favor, ajudem a encontra esta Poodle idosa, com problema cardíaco, de pele e cega de um olhinho. A cachorrinha Mel sempre passava pelo portão para fazer xixi na frente de casa e alguém deve ter pego. Sua dona é uma pessoa muito legal, dava uma vida ótima para a cachorrinha e está muito desesperada, colando cartazes e compartilhando nas redes sociais, inclusive oferecendo recompensa para quem devolver a cadelinha. Será que alguém pegou com dó, pois viu que era velhinha e com um olho ceguinho, achando que estava perdida? Ela se perdeuno dia 6 de março, por volta das 22h, na rua Tenente Antonio João, bairro Bela Vista, em Porto Alegre. Contato com Camile Zurawski : camilezurawski@me.com.



Ex-moradora de rua deseja um lar

Postado por amigobicho em 19 de março de 2013 - Adoção

A cada 10 segundos na América, um animal é espancado, sofre abuso ou maus tratos. Eles sofrem sozinhos e aterrorizados, esperando que alguém os socorra. Eu me envergonho do que os homens são capazes de fazer. Triste espécie essa nossa. Para uma cadelinha “dócil, amorosa e que ama gente”, não basta comida, água e um teto. Precisa de muito amor, precisa de uma mão que se estenda e afague. Precisa de um gesto de carinho para que possa abanar o rabo com muito entusiamo e sentir que tem um dono.
É por isso que onde a Jade vive passa o dia se equilibrando sobre um telhado, espiando as pessoas que se aproximam. Diante de cada uma se movimenta com alegria e docilidade. Ela “ama gente”.  Lembrando a sua história, como muitas cadelinhas que andam nas ruas em busca de comida, água, sem abrigo, sem proteção e carinho, assim vivia Jade até que a protetora Dani Dentzuk a resgatou.
Conta a Dani que Jade andava pelas ruas perto do seu trabalho, atravessando as avenidas, sem paradeiro. Dormia em um mato próximo, ao relento”. Ao ser resgatada foi desverminada, vacinada e castrada e logo em seguida foi levada para uma casa de passagem onde espera por uma adoção. Trata-se de uma pequena peludinha com cerca de 3 aninhos. Pesa em torno de 6 quilos. É alegre, carinhosa e carente. Adora a companhia das pessoas e de outros animais. Adora ganhar um colinho e passear. Pode viver em apartamento por ter porte pequeno/médio. Se for morar em casa, o local deverá ser muito seguro, pois Jade é fujona. Está castrada,  vermifugada e vacinada. Contatos com Danielle:  danidentzuk@gmail.com ou (51) 9611-4722.



Muitos peludos abandonados

Postado por amigobicho em 19 de março de 2013 - Adoção

Anjos de quatro patas seguem aguardando adoção ou lar temporário!!!

MANINHOS

Esses bebês foram resgatados no Cantagalo, em Viamão, no dia 15 de fevereiro. São dois machos e uma fêmea. Eles têm aproximadamente 60 dias, são saudáveis e   castração a baixo custo garantida e obrigatória. O bebê Ton tem a pelagem cinza/tigradinho. Já a bebê Fiona é uma frajolinha (preta e branca) e, o bebê Mimo, tem a  pelagem cinza com branco. Serão doados, preferencialmente, para apartamentos telados em Porto Alegre ou municípios da região Metropolitana. Serão entregues castrados. Para adotar esses anjos, entre em contato: adoteumbichoderua@gmail.com.

Bebê Tom

Bebê Mimo

Bebê Fiona

LILO

A bebê gatinha Lilo, de aproximadamente quatro meses, é estrábica e tem  castração a baixo custo garantida e obrigatória. Lilo foi abandonada no portão do Gatil dos Maninhos no dia 15 de feveireiro. Ela tentou fugir na hora do resgate. Muita assustada, foi perseguida por cães de rua. Embora sendo medrosa, é muito dócil. Lilo tem a pelagem branca com rajados laranja no rabinho e orelhas e olhos azuis claros. Ela é muito “vesga” e, por conta disso, tem problema de visão.  Já tomou vermífugo e precisou tomar um banho morno por estar muito sujinha! Para adotar a Lilo, contate: Gatil dos Maninhos (51) 9374-0615.

Lilo é vesguinha

 

TIGRINHA

Gatinha jovem, castradinha e está desesperada para encontrar um lar. É um pouco assustadinha. Precisa de um pouquinho de tempo para confiar na pessoa. Mas logo que se acostuma, é mansa e muito querida. A gatinha é muito mais bela que na foto. Está em Porto Alegre. Para adotar Tigrinha, entre em contato com Heloisa: heloisabr@uol.com.br ou (51) 9913-0975.

Tigrinha é muito bela

ZYAH

Na esperança de que sua vida mude para melhor com este belo nome…
A vida foi muito cruel com ele. Foi abandonado nas proximidades do Aeroporto Internacional Salgado Filho, em Porto Alegre. Devido à presença de cadelas no cio nas imediações, acabou brigando com outros cães e levou a pior. É de porte pequeno/médio, pernudinho e pesa 13 quilos. Os outros cães morderam ele muito. Como não tinha cuidados, pegou bicheira em dois locais. Precisou ser internado, mas agora, recuperado, está firme e forte. Ele é um mimo! Gostaríamos que a vida fosse boa com ele e trouxesse uma linda família para que seja feliz como certamente jamais foi. Uma cama quentinha no inverno frio que se aproxima. Carinhos, cuidados e passeios diários. Pode viver em apartamento, pois é bem tranquilo. Convive bem com outros cães (a não ser que haja uma cadela no cio por perto).  Contatos: cristinabayer@terra.com.br ou (51) 8100.3880.

Zyah precisa de carinho

JUQUINHA

Este cãozinho era de um andarilho usuário de crack da zona Sul de Porto Alegre que desapareceu há dois meses. Ele era muito bem cuidado por esta pessoa e desde então perambula pelas ruas à procura do dono. Juquinha precisa de um lar. A pessoa que o adotar tem que saber que ele já tem idade e precisa de uma aposentadoria segura dentro de uma família amorosa. Ele será castrado, vacinado e vermifugado. É baixote e pequeno mas só será doado para casa totalmente fechada. Interage muito bem com outros cães e é calminho. Contatos para adoção:cintia.rockenbach@uol.com.br ou (51)9166-5275.

Dono de Juquinha desapareceu

ANJINHA

Esta linda cadela, porte G, está na casa de uma pessoa que vai se mudar e não pode levá-la. Está prestes a ficar na rua! Muito dócil, meiga, tranquila, carinhosa, precisa urgente de um lugarzinho para ficar, caso contrário, ficará abandonada, sozinha e sofrendo na rua. Quem puder ajudar e tiver um espaço, entre em contato: Rosana (51) 9133-8246 ou Márcia Beatriz (51) 8440-7434.

Anjinha precisa de um novo dono

PENACHINHO

O cãozinho tem 4 meses e é um filhote educado e bem calmo. É tímido e adora um colo. Não gosta de comer chinelos e nem cavar buracos. Faz o tipo tranquilão. Sua maior alegria é ficar aos pés de humanos. Está livre dos vermes e será entregue com a primeira dose de vacina importada. Será de porte pequeno para médo. Tem direto a castração baixo custo ao 6 meses. Só será doado para casa totamente fechada para não correr o risco de se perder na adaptação. Contatos: cintia.rockenbach@uol.com.br
ou (51) 9166-5275.

Penachinho é um xodó

DEMY

Esta lindeza parece atriz mesmo, foi abandonada na vila Minuano, estava sendo corrida das casas porque ninguém a quer, sendo muito pequena sofre com os ataques dos cães maiores. Ela tem em torno de um ano, deve pesar uns 6 quilos, é uma doçura. Apesar de todo o preconceito sofrido ela é um encanto, será entregue castrada, vacinada e desverminada, prontinha só para ser feliz com quem tiver o privilégio de a  adotar!!! Ela mantém relação amistosa com outros cães! Contatos: Marcia Sirlei Paixão da Silva – (51) 8211-5021 ou marciamorzin@hotmail.com – e Maribel Fraga – (51) 8211-4790 ou maribel@sunsetsurfstreet.com.br.



Uma nova casa para Cristal

Postado por amigobicho em 19 de março de 2013 - Lição de vida

Entre os cães abandonados no campus da Ulbra Canoas e recolhidos ao Hospital Veterinário, a vira-latas Cristal, de cerca de 5 anos, tinha uma das histórias mais tristes: provavelmente vítima de um atropelamento, ela perdeu o movimento das patas traseiras. A história começou a mudar quando um dos funcionários do hospital construiu uma cadeira de rodas, facilitando os movimentos de Cristal, que agora pode correr com as patas dianteiras, com a ajuda do equipamento.

Acadêmico de Veterinária adotou a cadelinha especial / Fotos Lilian Patricia/Ulbra

Além disso, nesta semana, ela ainda ganhará um lar. O acadêmico da Medicina Veterinária Jeferson Costa foi conquistado pela peluda. “Já tenho quatro cachorros de raça, nenhum adotado. Resolvi levar Cristal porque ela é especial”, comenta Jeferson.

Cristal ganha um pai e quatro irmãos / Fotos Lilian Patricia/Ulbra

Assim, Cristal ganhou uma nova casa, em Montenegro, onde terá espaço, como recomenda a campanha de Posse Responsável mantida pelo curso e o Hospital Veterinário. Ela precisa de cuidados simples, como massagens e fisioterapia diários, que o próprio Jeferson realizará. De resto, tem as mesmas necessidades de qualquer outro cachorro, e deverá ter uma rotina normal.  A ação deve ser um exemplo. “Eu me sinto no dever de fazer a minha parte, e acho que  todos que têm espaço e já criam cachorros deveriam procurar adotar um animal abandonado”, opina Jeferson.
Assim como Jeferson, outros interessados em adotar um cãozinho podem procurar na Ulbra Canoas. O Hospital Veterinário fica no prédio 25 do campus Canoas, na avenida Farroupilha, 8001, Bairro São José. O telefone para contato é (51) 3477-9212 e o e-mail  hospitalveterinario@ulbra.br.



Doc Holliday: um anjo de quatro patas

Postado por amigobicho em 18 de março de 2013 - Meu Mascote


“Meu nome é Doc Holliday. Sou um cachorro mestiço: minha mãe é Chow-chow e meu pai, um cachorro policial. Nasci em 8 de fevereiro 2012, mas foi no dia 20 de março de 2012 que realmente eu nasci para uma vida de amor e carinho. Esse foi o dia em que fui comprado por um humano que todos conhecem por Apollo. Desde então, tenho uma vida difícil de ser imaginada, principalmente por humanos que não sabem o que nós cachorros somos capazes de viver com um humano.
Minha ligação com o meu humano está além de qualquer explicação, como costuma ser de um humano com o seu cachorro. Durante milênios os humanos vivem ao lado dos seu cachorros, tornaram-se parentes próximos, com relacionamentos carregados de afeto e comunicação.
Apollo, que é o meu dono – aliás, pensa que é o meu dono, porque na verdade, numa relação entre o cachorro e o seu dono, o humano só pensa que é o dono, porque ele passa o dia com seus compromissos, seu emprego e seus afazeres -, mas sou eu, seu amado cão, que dou as ordens. Quero beber água, quero comer, tem que me levar lá fora para fazer as minhas necessidades… E o meu humano tem que largar tudo e fazer o que estou pedindo! Do contrário, não o deixo em paz com as minhas latidas e uivos.
Sou o caçula na minha família de humanos. Tenho pai, mãe e um mano de 17 anos que, às vezes, me maltrata com suas brincadeiras. Mas eu não deixo por menos: encho ele de mordidas. Deixamos o pai quase louco com nossas travessuras, já que vivemos em um apartamento. Para os outros eu não passo de apenas mais um cão, mas para os meus pais e meu irmão eu sou como o membro mais novo da família, porque sou tratado como tal.
Meu pai humano estava vivendo dias difíceis. Estava tomando remédios para depressão por orientação médica. Estava ele com um quadro de depressão profunda.

Depressão profunda

Meu pai já não conversava com ninguém, não tinha alegria de viver, chegava do trabalho, tomava banho e se jogava no sofá. Não conversava. A tristeza parecia ter tomado conta da sua vida! Foi então que eu, o Doc, entrei na sua vida. Minha presença impediu que o deserto da depressão e da tristeza tomasse conta da vida do meu pai humano. Minha presença impediu que meu pai se tornasse um ser estéril. Meus latidos, minhas lambidas, minhas corridas por dentro do apartamento, ternuras, tudo o que a gente desfruta juntos, mantêm o meu pai humano vivo!
Sou um cachorro de uma inteligência acima da média. Nunca estraguei nada dentro de casa, nem sequer uma tira de chinelo. Sou muito obediente. Meus humanos não precisam falar duas vezes comigo, pois sei muito bem como viver em harmonia dentro de casa. Através dos meus olhos eu decifro o meu pai humano. Sou um amigo incondicional! Sou aquela presença que, mesmo silenciosa, aquece e conforta. O meu olhar eloquente é um bom conselheiro para ele.
Eu fiz o meu humano perceber que muitas vezes é isso que basta, é isso que os humanos procuram. E nós cachorros podemos lhes oferecer! Por  todos esses motivos descritos acima é que eu sou o anjo de quatro patas que devolveu a alegria de viver não só ao meu pai humano, mas para toda essa família que hoje eu faço parte. Eu durmo ao lado da cama do meu pai e quando ele acorda, eu já lhe dou um bom dia cheio de lambidas e afagos que lhe faz começar o dia cheio de felicidade e alegria de viver.
Mais um dia que está começando! E quando ele sai para o trabalho eu vou para baixo da cama do meu irmão humano e me comporto, sem fazer estragos dentro de casa… Quando anoitece, eu vou pra janela e ali fico debruçado olhando pra rua até a sua chegada do seu trabalho. Quando meu pai chega os primeiros cinco minutos da sua atenção são exclusivos para mim, que lhe recebo com uma festa muito grande. Às vezes ele tem que mandar eu parar de latir e pular em sua volta, porque afinal de contas nós moramos em apartamento, e eu com tanta felicidade esqueço disso, fazendo barulho que pode até incomodar os vizinhos.
Essa é só uma parte da minha história, pois se eu fosse contar tudo o que eu vivo junto com meu pai, precisaria de outro tanto – ou mais – de espaço”.

 

Doc Holliday – Novo Hamburgo/RS



Ajudem a encontrar Tuister

Postado por amigobicho em 18 de março de 2013 - Perdido

O cãozinho de estimação do deputado Giovani Cherini está desaparecido. Ele é macho, da raça Yorkshire e atende pelo nome de Tuister. O peludo tem nove anos e a pelagem tricolor (preto, marrom e dourado). Tuister é um cãozinho especial. Portador de enfermidade, necessita de ração especial para se manter vivo. Ele fugiu no dia 9 de março, por volta das 23h, próximo à antena da Claro, na rua Corrêa Lima,  bairro Santa Teresa, zona Sul de Porto Alegre. Se alguém souber onde ele está, favor fazer contato pelo telefone (51) 9334-7885 ou pelos e-mails cachorrotwister@gmail.com ou twisterencontrado@yahoo.com.br que será recompensado.