Porto Alegre, 31 de Outubro de 2014

Resultado para Tag "Michael Nyqvist"



Diversão com fôlego

 
“Missão Impossível 4: Protocolo Fantasma”, com direção de Brad Bird, é um filme divertido, que une diversos elementos esperados de uma superprodução que se propõe a ser puro entretenimento: um mocinho injustiçado, um vilão maluco, belas assassinas, muita ação, pitadas de humor e lugares exóticos (pelo menos para o mundo ocidental), com direito a uma tempestade de areia.

A trama tem início em uma prisão na Rússia, onde o agente Ethan Hunt (Tom Cruise), da ultrassecreta agência IMF, está preso. Após uma libertação com muitos socos e bordoadas, ele recebe a missão de entrar disfarçado no Kremlin para obter um material secreto. Vítima de uma armação, ele presencia uma explosão no prédio governamental russo e recebe a culpa pelo desastre. O pior é que o incidente é considerado um ataque terrorista e traz à tona velhas mágoas da Guerra Fria entre Estados Unidos e Rússia, dando um alerta a uma guerra nuclear.

Isso desautoriza Ethan Hunt frente à sua chefia e ao governo norte-americano, que dá início ao “Protocolo Fantasma”, ou seja, se a equipe de Ethan quiser agir, será por conta própria. Deixado sem recursos, Ethan tem que encontrar uma maneira de limpar o seu nome e o de sua agência e prevenir um outro ataque, que ele descobre estar sendo arquitetado por um maluco que deseja jogar uma bomba nuclear nos EUA. O vilão é vivido pelo ator sueco Michael Nyqvist, que ganhou notoriedade mundial pelo seu papel como um jornalista no filme, também sueco, “Os Homens Que Não Amavam As Mulheres”, da trilogia Millenium.

Para detê-lo, Ethan Hunt conta agora com a companhia de novos agentes. São eles Jeremy Renner, a bela morena Paula Patton e o comediante Simon Pegg (este, o nerd do grupo). Baseado na série para televisão de Bruce Geller, este filme investe bastante na parafernália tecnológica que dá suporte ao grupo e nisto lembra outra série de ação, a de James Bond.

Buscando um apelo cada vez mais internacional, “Protocolo Fantasma” não economizou em locações. Há cenas na Índia, na Hungria e na Rússia. Em Dubai, localizada nos Emirados Árabes, o agente Hunt precisa escalar o prédio Burj Khalifa, uma torre que está entre as mais altas do mundo. Inicialmente, a equipe pensou em construir um set que representasse uma parte do prédio, para Tom Cruise escalá-lo. Mas o ator quis escalar na própria torre, o que alterou todo o apoio logístico e contou com ajuda de gruas e outros aparatos de segurança. Nestas sequências, além das em que Cruise passa correndo à toda, o ator, que está prestes a fazer 50 anos, mostra que está em plena forma e ainda tem fôlego para levar a série a mais um sucesso.
Por Adriana Androvandi