Correio do Povo

22/12/2017 18:10 - Atualizado em 22/12/2017 18:21

Notícias > Economia

Comércio registra aumento de movimento para compras de última hora para Natal

Pagamento do 13º salário colaborou para movimentação nas lojas nesta sexta-feira

Centro teve muito movimento para compras de última hora para Natal- Crédito: Guilherme Almeida
Centro teve muito movimento para compras de última hora para Natal
Crédito: Guilherme Almeida

Poucos foram os que voltaram pra casa sem carregar sacolas na tarde desta sexta-feira. Com a aproximação do Natal, o movimento no comércio ganhou força com o pagamento da segunda parcela do 13º salário e as compras de último hora. A previsão da CDL POA e do Sindilojas Porto Alegre é de que as vendas do varejo durante o período de Natal na Capital devem apresentar um crescimento de 6%, comparado ao mesmo período no ano passado. No Estado, a estimativa da FCDL-RS é de que as vendas devam movimentar cerca de R$ 1,8 bilhão. “Infelizmente, sempre dependo do 13º para comprar os presentes. Às vezes, não consigo encontrar mais o que gostaria, mas sempre dá pra comprar algo que agrade a família”, disse a auxiliar administrativa Rochele Alves, 31, que reservou a tarde de sexta-feira para fazer compras. Assim como ela, milhares de gaúchos deixaram para comprar os presentes na última hora. “Sempre tento comprar os presentes com antecedência, por causa do movimento. Dessa vez não consegui escapar”, contou a professora Vânia Pereira, 47. Em Porto Alegre, a movimentação total deve girar em torno de R$ 405,32 milhões, com ticket médio por presente de R$ 91,57 e gasto médio por pessoa de R$ 439,98. “Estamos otimistas para o Natal. Além dos bons indicadores registrados dos últimos meses, temos também a retomada gradual dos empregos, que geram a confiança necessária para registrarmos bons resultados este ano”, afirmou Alcides Debus, presidente da CDL POA. De acordo com Paulo Kruse, presidente do Sindilojas Porto Alegre, a variedade na escolha dos presentes faz com que diversos segmentos do comércio registrem alta nas vendas. “É importante salientar que o comércio vai crescer como um todo, desde lojas do segmento do vestuário, até brinquedos ou produtos de estética. Este fator é mais um alento para o varejo da cidade”, explicou. Segundo FCDL-RS, a maior parte dos consumidores já comprou os presentes de Natal. “Muitas pessoas aproveitam os dias que ainda faltam para o Natal e compram os últimos presentes, os últimos detalhes para a ceia”, disse o presidente da FCDL-RS, Vitor Augusto Koch. Conforme ele, uma das mudanças no perfil dos compradores, neste ano, é o aumento das compras para si próprio, com foco nas peças de vestuário. Entre os presentes que estão em evidência, estão brinquedos, equipamentos de telefonia e acessórios para telefones, periféricos de computador, produtos da linha branca e artigos de uso pessoal, com destaque para cosméticos. Um dos locais com o maior volume de pessoas foi o Mercado Público. A maior parte das pessoas que passaram pelo local estavam realizando compras para as ceias de Natal e Ano Novo. O presidente da Associação do Comércio do Mercado Público (ASCOMEPC), João Melo, falou sobre o hábito das pessoas de deixarem as compras para a última hora. “O mercado é um centro de compras focado no ramo alimentício. Mesmo que isso esteja mudando, é uma característica do brasileiro deixar as compras para última hora”. E o mercado também é democrático, pois temos preços para todos os bolsos”, afirmou.

ECONOMIA > correio@correiodopovo.com.br