Correio do Povo

05/09/2018 10:31 - Atualizado em 05/09/2018 10:50

Arte & Agenda > Variedades

Apresentadora da BBC morre dias após anunciar que tinha pouco tempo de vida

Rachel Bland lutava há quase dois anos contra um câncer de mama

Rachel era apresentadora da BBC há 15 anos- Crédito: Reprodução / Instagram / CP
Rachel era apresentadora da BBC há 15 anos
Crédito: Reprodução / Instagram / CP

A apresentadora de rádio da BBC Rachael Bland morreu nesta quarta-feira, vítima de câncer. Ela teve diagnóstico de tumor na mama em 2016. Menos de dois anos depois, após tratamentos de quimioterapia e mastectomia, Rachael recebeu a notícia de que o câncer tinha se espalhado. Ao saber que teria poucos dias de vida, a jornalista, de 40 anos, se despediu do público nas redes sociais e contou que estava "correndo contra o tempo" para fazer um arquivo com conselhos e memórias a Freddie, o filho de dois anos de idade. "Nas palavras do lendário Frank Sinatra, temo que o momento tenha chegado. E repentinamente", tuitou a locutora, na última segunda-feira. Rachael agradeceu o carinho que recebeu do público: "Me disseram que tenho dias (de vida). É muito surreal. Muito obrigada a todos pelo apoio que tenho recebido.

Ao confirmar a morte de Rachael Bland, Steve, marido dela, prestou homenagem à esposa em nome da família e do filho: "Nossa linda e corajosa Rachael morreu em paz nesta manhã, cercada pela família. Ficamos arrasados, mas ela gostaria que eu agradecesse a todos que se interessaram por sua história ou enviaram mensagens de apoio. Você nunca saberá o quanto essas mensagens significaram para ela. Steve e Freddie", escreveu.
Rachael Bland também era apresentadora do podcast "You, me and Big C", que tem o objetivo de esclarecer a população sobre o câncer. Junto com outras duas locutoras, Deborah James e Lauran Mahon, que também tiveram a doença, Rachael falava abertamente sobre suas experiências pessoais em relação ao tratamento. Em um dos programas, a apresentadora lembrou o momento em que recebeu a notícia, em maio, de que o câncer não tinha mais cura. "Eu simplesmente não podia acreditar. Estava com amigas e meu filho estava brincando ingenuamente. Eu só conseguia pensar, 'meu pobre Freddie'. Mas ele estava ali, sem saber do que se passava, sorrindo", lamentou. Na segunda-feira, Rachael publicou um tuíte afirmando que o podcast continuará com as outras apresentadoras. E acrescentou: "Au revoir, meus amigos". O perfil da BBC Radio presta homenagens à apresentadora nesta quarta-feira. Rachael Bland era apresentadora da BBC há 15 anos. Em uma entrevista ao jornal britânico "The Sunday Telegraph", a locutora disse que estava correndo contra o tempo para escrever memórias para o filho. "Não tenho medo de morrer. Só tenho receio pelos que deixarei para trás. Pelo meu querido Freddie, por Steve e nossas famílias. Quero deixar ao meu filho todas as histórias e conselhos que teria dado, mas que não poderei fazê-lo pessoalmente", desabafou. Rachael aproveitou as últimas semanas de vida para passear e brincar com o pequeno Freddie. Os momentos de felicidade foram publicados no perfil dela no Instagram.

VARIEDADES > correio@correiodopovo.com.br