Correio do Povo

07/09/2018 16:04 - Atualizado em 07/09/2018 16:06

Notícias > Cidades

Cinco unidades básicas de Canoas serão ampliadas

Projeto da prefeitura prevê ainda a inauguração da Clínica de Saúde da Família

Novo prédio no bairro Olaria terá serviços para atender 9 mil pessoas- Crédito: Fernanda Bassôa / Especial / CP
Novo prédio no bairro Olaria terá serviços para atender 9 mil pessoas
Crédito: Fernanda Bassôa / Especial / CP

Cinco Unidades Básicas de Saúde (UBSs) de Canoas passarão por reformas visando à ampliação de atendimentos e maior comodidade aos usuários que buscam os serviços. Além dos investimentos em edificações já existentes – nas unidades do Caic, Cerne, Nova Niterói, Mato Grande e Prata –, que somam R$ 2,7 milhões, nos próximos 30 dias o município deve entregar um sexto espaço. Trata-se da primeira Clínica de Saúde da Família, que será inaugurada na unidade São Vicente, no bairro Olaria, juntamente com as novas edificações. De acordo com a secretária municipal de Saúde, Rosa Maria Groenwald, a prefeitura identificou precariedade na estrutura de algumas unidades, com áreas adaptadas e equipes mal alocadas. “Entre as principais demandas está a ampliação dos locais para dar atenção necessária ao Programa Estratégica Saúde da Família. Neste viés, algumas unidades praticamente vão dobrar de tamanho, como no Prata e Guajuviras, onde haverá a ampliação da estrutura em 500 a 600 metros quadrados”, informou. Juntas, as cinco UBSs atendem mais de 8 mil pessoas por mês. Quatro empresas são responsáveis pelas obras. O processo de licitação foi encerrado em julho. Com relação à Clínica de Saúde da Família, a secretária explica que, além de fornecer atendimentos voltados à atenção básica, o local contará com serviços de nutrição, psicologia e práticas alternativas. Novo, o prédio está sendo finalizado em uma área de 600 metros quadrados, prevendo a implantação de quatro equipes de Saúde da Família para atender os 9 mil habitantes que vivem na região. A estrutura, na rua Walter Oliveira Ilha, terá nove consultórios, oito salas de atendimento, espaço para medicamentos, armazenamento temporário de resíduos e estacionamento próprio. Com recurso do Ministério da Saúde e contrapartida da prefeitura, o investimento total na unidade São Vicente é de R$ 717 mil.

CIDADES > correio@correiodopovo.com.br