Correio do Povo

08/09/2018 11:45 - Atualizado em 08/09/2018 11:47

Esportes > Esportes

Grêmio terá que movimentar bastante para criar espaços, defende Léo Moura

Lateral elogiou o Inter e disse que Gre-Nal de domingo será uma grande partida

Léo Moura disse que ficaria feliz em encerra a carreira no Grêmio- Crédito: Lucas Uebel / Grêmio / CP
Léo Moura disse que ficaria feliz em encerra a carreira no Grêmio
Crédito: Lucas Uebel / Grêmio / CP

O lateral-direito Léo Moura evitou dar pistas sobre a escalação do Grêmio para o Gre-Nal deste domingo, às 16h, no Beira-Rio. Com as duas equipes vivendo um grande momento na temporada, o atleta valorizou a partida, disse que vai ser um grande jogo e que os torcedores que foram ao estádio assistirão a um bom espetáculo. Em entrevista coletiva neste sábado, disse também o que o Grêmio precisará fazer para furar a boa defesa colorada. "Eles marcam bem. Vamos ter que movimentar bastante para criar espaços para aproveitar. Dessa forma, vamos jogar para cima do Inter. Explorando os espaços para ter sucesso", destacou. "A equipe que tiver mais foco vai ser com a vitória. Tem que ter erro zero porque muitas vezes um detalhe define a partida". Léo Moura não quis comprar jogadores, e preferiu não opinar sobre Jael ou André no comando do ataque. Se limitou a dizer que os dois "têm características diferentes". Sobre a possibilidade da volta do meia Maicon, foi um pouco mais eloquente. "Maicon dita o jogo. Se ele jogar, ganhamos muito com a saída de bola. A qualidade que chega para jogadores da frente é grande", afirmou. Sobre o Inter, que lidera o Brasileirão e vive um momento completamente distindo do Gre-Nal anterior, o lateral foi só elogios. "Equipe que sai bastante rápido na transição, no contra-ataque. É muito forte quando joga em casa, com muita confiança. Temos que ter cuidado com isso", alertou. Com o contrato com o Grêmio próximo do fim – encerra no fim do ano –, Léo Moura deixou em aberto a possibilidade de renovação. "Depende da diretoria", disse. Descartou encerrar a carreira agora ("Ainda tenho muita lenha para queimar") e disse que ficaria "feliz da vida" se pudesse encerrar a carreira no Grêmio.

ESPORTES > correio@correiodopovo.com.br