CORREIO DO POVO
PORTO ALEGRE, SEXTA-FEIRA, 27 DE FEVEREIRO DE 1998
Torcidas campeãs comemoram o título

17TORCID.jpg

Tão logo acabou a apuração na avenida Augusto de Carvalho, as torcidas campeãs levaram a festa para cada uma das quadras. Tanto na avenida Beira Rio como na Voluntários da Pátria, o colorido característico de cada entidade estava presente em camisetas, bonés e bandeiras de eufóricos campeões.

A quadra dos Bambas da Orgia foi pequena para o grito de oito anos preso na garganta. Lágrimas e abraços tomaram conta de milhares de carnavalescos. A empolgação iniciou quando o presidente Odilon Vieira chegou à quadra, mas os Bambas enlouqueceram quando o puxador Carlos Medina entrou carregado nos braços, aclamado como rei.

Já na quadra da Imperadores do Samba, o clima de alegria estava misturado a uma certa revolta. Tanto a diretoria da agremiação como a nação vermelha e branco não estavam satisfeitas com a partilha do título. Na opinião do presidente Roberto Corrêa Barros, o resultado não foi justo.
 


Correio do Povo
Porto Alegre - RS - Brasil