CORREIO DO POVO
PORTO ALEGRE, SÁBADO, 28 DE FEVEREIRO DE 1998
Mais um desabamento no prédio

01MAISUM.jpg Prédio da Sersan voltou a desmoronar ontem
 
 

Parte do que restava dos 22 andares do edifício Palace II, no Rio, desabou ontem, causando pânico e apreensão entre técnicos, policiais e moradores, que acompanhavam os trabalhos de preparação para a implosão do prédio, prevista para hoje. Apesar do susto, o novo desabamento não provocou mortes nem deixou feridos, ao contrário do ocorrido no domingo, quando oito pessoas morreram.

A coluna dos 22 apartamentos de final 4 ruiu pouco antes das 13h, depois que os policiais militares haviam aumentado a área interditada ao trânsito. O desabamento levantou uma grande nuvem de poeira. Cerca de 30 minutos antes do incidente, um laudo técnico elaborado por engenheiros contratados pela Sersan havia sido divulgado. O documento recomendava que os moradores desabrigados entrassem no que restou do Palace II para retirar seus bens. O laudo sugeria também que fossem autorizadas a posse e a volta de todos os moradores para seus apartamentos no prédio.

O prédio já havia sofrido novos abalos na madrugada de ontem. À 1h30min, caíram duas lajes do alto do edifício e o Palace II ameaçava desabar. Os moradores de quatro edifícios vizinhos foram retirados de seus apartamentos ainda de madrugada. Em pouco tempo, aproximadamente 300 famílias estavam na rua. Muitas pessoas tiveram que passar a noite dentro dos carros. Página 18
 
 


Correio do Povo
Porto Alegre - RS - Brasil