CORREIO DO POVO
PORTO ALEGRE, SÁBADO, 13 DE FEVEREIRO DE 1999
Acesso mostra enredos variados

As sete escolas de samba do Grupo de Acesso levam neste sábado para a avenida Antônio de Carvalho os mais variados temas em seus sambas-enredo. A Asas de Ouro, primeira a desfilar concorrendo a uma colocação - após a convidada Bambas do Futuro - , falará sobre a paz. O enredo trata do mundo perfeito criado por Zeus e que foi desvirtuado pelo homem, mas que nesta nova era tem a oportunidade de recuperar o amor.

A Imperatriz da Grande Niterói fará uma homenagem a Canoas. O tema procura recordar a formação da cidade, seus primeiro clubes, até os dias atuais, com a Base Aérea, cinemas, jornal, shopping center e Trensurb.

A Bahia, como berço da cultura e da poesia, é o tema do samba-enredo da Realeza. O Pelourinho, a tradição afro, os pratos típicos e seus filhos talentosos, como Caymmi, Caetano Veloso, Gal Costa e Gilberto Gil também são lembrados na música.

A escola de samba Salgueiro vai representar a influência do negro na cultura do Brasil. O samba-enredo recorda a chegada do navio negreiro ao país, trazido pelos brancos para servirem como escravos que iriam enriquecer seus senhores. Mas junto, os negros trouxeram suas crenças, danças, fé e amor, que hoje estão incorporados à cultura brasileira. E seguindo essa mesma linha, a Portela retrata o Brasil como terra multiracial.A chegada dos estrangeiros no país 'tupiniquim' é considerada pela escola como o princípio da globalização. A mistura das manifestações culturais, os métodos industriais, a religiosidade e a fé são alguns dos resultados dos povos que colonizaram o país.

Última escola a se apresentar, a Imperatriz Leopoldinense aproveita o desfile para fazer um apelo sobre a necessidade de uma pista de eventos em Porto Alegre. A escola cobra a promessa feita à população de um novo local para grandes carnavais.
 
 


Correio do Povo
Porto Alegre - RS - Brasil