CORREIO DO POVO
PORTO ALEGRE, QUINTA-FEIRA, 14 DE FEVEREIRO DE 2002

Três escolas surgem como favoritas




17TRES9E.jpg A Imperatriz foi prejudicada, mas seus destaques não perderam a alegria


A primeira escola a desfilar foi a Bambas da Orgia, após 50 minutos do horário previsto. De volta à categoria principal, a entidade apostou todas as fichas no enredo 'O Bambas abre o baralho, dá as cartas e banca o jogo'. O desfile, recebido pela torcida azul e branca, contou a história do jogo de cartas, sua origem oriental, as cartomantes e o poder, o prazer e o prestígio de quem vence esta 'arte'. Os Bambas ingressaram na avenida somente após receber a garantia de que o atraso provocado pelo carro abre-alas da Imperadores do Samba não acarretaria a perda de pontos à agremiação.

Em seguida, a Estado Maior Restinga, prejudicada desde a sua concentração, só entrou na pista à 1h30min. Com o enredo 'Faço do meu passo de um passo para o compasso: a Restinga vem contar a história do sapato', a entidade levou 1,8 mil pessoas à Augusto do Carvalho para contar a história da evolução do calçado, com 20 alas e seis carros. A Imperadores do Samba, mesmo sem o abre-alas fez uma bonita apresentação, com a utilização de efeitos especiais, como jogo de luzes, neons e fumaça. O tema-enredo 'A Assombrosa Transformação da Natureza' trouxe a consciência ecológica para a avenida e convidou o público a refletir sobre a existência. Uma demonstração da metamorfose da borboleta foi apresentada pela dança da comissão de frente. O carro 'O segredo da vida', que veio no lugar do abre-alas, simbolizava todas as formas da natureza, até mesmo do nascimento do homem. Entre os carros, destacaram-se ainda o da aranha gigante e da Usina de Reciclagem, todo montado com copos de iogurte.



Correio do Povo
Porto Alegre - RS - Brasil