CORREIO DO POVO
PORTO ALEGRE, SEGUNDA-FEIRA, 7 DE FEVEREIRO DE 2005
Perfil das escolas do Grupo A de Porto Alegre

IMPÉRIO DA ZONA NORTE - Nasceu da união de ex-integrantes da Real Academia de Samba e de associados do clube Gondoleiros, em 20 de março de 1975. Tendo como símbolo dois leões e uma coroa real, a escola é afilhada da Imperadores do Samba, embora as cores sejam diferentes da escola-madrinha: amarelo, preto e branco. A Império teve um início promissor, com o primeiro título alcançado apenas um ano depois de fundada. Também teve maus momentos, como em 1997, quando foi rebaixada ao Grupo A, onde ficou até 2001. No ano passado, voltou a cair.

PROTEGIDOS DA PRINCESA - A escola, que tem as cores verde, vermelho e branco e máscaras teatrais como símbolo, foi fundada em 24 de novembro de 1969. No entanto, somente em 1993, a representante de Novo Hamburgo passou a desfilar em Porto Alegre. Convivendo com uma série de dificuldades, a agremiação só acertou o passo em 2002, preparando a ascensão do ano seguinte, quando conquistou uma vaga no Grupo A, com um enredo que deflagrou uma explosão de cores na avenida.

FIDALGOS E ARISTOCRATAS - Teve seu melhor momento em 1973, ano em que retratou o Carnaval no gelo. Fundada em 7 de setembro de 1950, originalmente nas cores azul e branco, adotou o verde e o vermelho para se diferenciar dos Bambas da Orgia. A Fidalgos, que tem como símbolo uma cartola e um casal de mestre-sala e porta-bandeira, passa por uma fase de recuperação. Em 1997 foi rebaixada para o Grupo B, em uma crise que culminou com a queda para o Acesso, em 2000. Conseguiu retornar ao B e já em 2003 garantiu vaga no A, onde desfilou em 2004, conquistando a terceira colocação.

IMPÉRIO DO SOL - Depois de uma trajetória de sucesso em São Leopoldo, a verde, vermelho, amarelo e branco ingressou no Grupo de Acesso da Capital em 1994. Três anos depois, com o enredo 'Água mole em pedra dura tanto bate até que fura', a agremiação assegurou uma vaga no Grupo B, de onde saiu no ano seguinte. Ficou no A até 2003, quando foi campeã. A passagem pelo Grupo Especial foi rápida. A escola, que tem uma coroa e um sol como símbolo, está de volta ao A. Nos desfiles de São Leopoldo, conquistou o título três vezes (1994, 2000 e 2004).

COPACABANA - Uma das mais tradicionais agremiações de Porto Alegre, a 'Copa' tem como símbolo uma sereia. A escolha foi inspirada na data de fundação: 2 de fevereiro de 1962, dia de Iemanjá. A escola surgiu com ex-integrantes da Estácio de Sá, da Vila Jardim. É mais uma escola que passa por fase de recuperação, após rebaixamentos sucessivos. Está no Grupo A desde 1999, após ter sido campeã no B com o enredo 'Viu no que deu, Noé'. No ano passado, foi vice-campeã, ao retratar os aspectos históricos, farrapos e turísticos da cidade catarinense de Laguna.

REAL ACADEMIA DE SAMBA - É uma das 12 escolas de samba mais antigas da Capital, mas ficou afastada do Carnaval por vários anos. O retorno da vermelho e branco e sua coroa com a letra 'R' ao desfile oficial foi em 1997, após obter a primeira colocação no Grupo de Acesso. Permaneceu no B por dois carnavais, quando voltou ao Grupo A. Vem se mantendo entre as postulantes a uma vaga no Grupo Especial desde 1999. Nos últimos seis anos, ficou por quatro vezes na quarta colocação e, em outras três, obteve o terceiro lugar.

UNIDOS DE VILA ISABEL - Tendo por símbolo mãos unidas junto à pomba da paz, foi criada em 7 de abril de 1979, com as cores azul-marinho e branco. Representa Viamão no Carnaval da Capital desde 1988 e já esteve no Grupo Especial, onde chegou a ser vice-campeã em 2002. No ano seguinte, 'tropeçou' na avenida com o enredo 'Maria da Boca do Monte', que marcou seu rebaixamento ao Grupo A.


Correio do Povo
Porto Alegre - RS - Brasil