CORREIO DO POVO
PORTO ALEGRE, SEGUNDA-FEIRA, 23 DE FEVEREIRO DE 1998
ESCOLAS

TAPUIAS - Segunda colocada na categoria tribos carnavalescas no ano passado, Os Tapuias se apresentam hoje anunciando o desfile do Grupo Intermediário A. O tema 'Festa da Cerâmica dos Índios Carajás' é uma homenagem aos 100 anos do Morubixaba, o mais velho da Nação Carajá, o Pajé Anabar. A ele serão ofertadas lâminas de ouro e a cerâmica feita pelas cunhãs, índias virgens. O desfile também apresenta o primeiro homem civilizado a visitar a região de Goiás, em 1720, o capitão português Diogo Pinto de Gaia.

DIPLOMATAS - 'Vida e Morte de São Jorge' é o tema do samba-enredo da escola Diplomatas de Alvorada, que subiu este ano para o Grupo Intermediário A. O enredo conta a história do cavaleiro de nome Jorge, que procurou aventuras em terras distantes até que, chegando ao Egito, descobre um país em desgraça, que há mais de 24 anos era dominado pelo perigoso dragão. Ao derrotar o dragão, recebe como recompensa a Ordem da Cavalaria e casa-se com a filha do rei. Após a morte de sua mulher, retorna à terra natal e descobre que lá também existe um dragão. Em uma luta consegue matá-lo, mas não resiste e morre nos braços de seus filhos.

VILA ISABEL - Com o tema 'Portal do Universo', a escola de samba pretende garantir o lugar conquistado no Grupo Intermediário A. O enredo deste Carnaval traz uma ficção romântica com a jornada humana, desde os seus primeiros astrônomos das antigas civilizações até os mais modernos exploradores do cosmo. Os integrantes da entidade também fazem um alerta para que haja mais cuidado com o planeta Terra, considerando inválidas as descobertas, se não houver cuidados com nosso ar, água, fauna e flora.

VILA DO IAPI - A cultura cigana é o tema do samba-enredo com o qual a escola de samba desfila na avenida este ano. Os integrantes da entidade vão retratar as cores quentes usadas nas vestes que contrastam com suas danças e bailados em torno das fogueiras, nos acampamentos. Também conhecidos pelo seu lado místico, os ciganos exercem a cartomancia e a quiromancia, lendo a sorte através das cartas e das linhas das mãos.

AREAL DA BARONESA - Terceira colocada no Grupo Intermediário A em 97, a entidade atravessa a avenida hoje, à 1h, tendo como tema de sua festa o domingo. No desfile de seus integrantes, a escola vai lembrar a construção do Universo quando Deus, após ter aprovado tudo o que havia criado, abençoou e santificou o sétimo dia para descanso. A escola também mostra que domingo é dia de fortes emoções na Igreja, na família, nas rodas de samba, no futebol e até nas informações extras dos jornais.

EMBAIXADORES DO RITMO - A escola entra hoje na passarela do samba, às 2h, cantando seu samba-enredo 'Sons e Lamentos da Ópera dos Tambores'. Sexta colocada no Grupo Intermediário A em 97, quer conquistar posições com o tema que faz referência aos sons e ritmos presentes na cultura negra. Os integrantes irão mostrar a utilização desses sons desde a vinda dos escravos negros nos navios até as tradições que se espalham por todo o Brasil, mantidas por descendentes de escravos africanos, mestiços e crioulos.

ACADÊMICOS DA ORGIA - A entidade, que no ano passado garantiu sua permanência no Grupo Intermediário A com o desempate dos últimos lugares, desfila neste Carnaval com o tema 'Criança Esperança'. O enredo social busca a conscientização de que a criança brasileira não precisa de piedade, mas de ação contra a miséria e a violência. A escola alerta sobre a necessidade de interrupção do processo de marginalização e de que as crianças sejam abençoadas pelas mãos de Oxalá, Cosme, Damião e Doam.

IMPÉRIO DA ZONA NORTE - A história dos circos, que surgiram na Roma Antiga, é o tema do desfile da escola que em 97 foi rebaixada para o Grupo Intermediário A. Na avenida, a entidade vai lembrar desde a criação, passando pela decadência durante a queda do Império Romano, até o ressurgimento nos dias de hoje, quando proliferam a tecnologia e os conhecimentos na computação. Os integrantes mostram as feiras populares e os espetáculos eqüestres que animavam os povoados por onde os circos passavam no século XVIII, quando tentavam ressurgir.

UNIÃO DA TINGA - Rebaixada no Carnaval de 97, a escola busca recuperar seu espaço no Grupo Especial com o samba-enredo 'Café - Pretinho Gostoso que Satisfaz'. A Tinga entra na avenida, às 5h, para contar a lenda de um pastor árabe que notou que suas cabras ficavam excitadas e saltitantes após ingerir certo fruto. O pastor colheu alguns frutos e levou a um sábio, que conseguiu fazer uma infusão, surgindo o café. Os integrantes mostram, a partir daí, a história das regiões que se desenvolveram com o plantio do café e até dos bares-cafés, tradicionais ponto de encontro.

UNIDOS DO GUAJUVIRAS - A história da fotografia é o tema do desfile da escola, que entra na avenida às 6h. Alcançando a quinta colocação no Grupo A no ano passado, a entidade vai retratar desde os pesquisadores até os primeiros fotógrafos que contribuíram para a avançada tecnologia atual. A importância histórica da fotografia, que documenta fatos e pessoas, assim como sua contribuição para o surgimento do cinema também serão ilustradas pelas alas e carros alegóricos.
 


Correio do Povo
Porto Alegre - RS - Brasil