CORREIO DO POVO
PORTO ALEGRE, QUINTA-FEIRA, 18 DE FEVEREIRO DE 1999

Praiana impressiona pela beleza




12PRAIAN.jpg Praiana aposta nas cores e na criatividade e agrada ao público


A Academia de Samba Praiana já concorre a um lugar de destaque no Grupo Especial da Capital. A escola, que trouxe o tema 'De 1000 passará, a 2000 não chegará. Será?', justificou o bom resultado obtido em 1998, apresentando maturidade na avenida. Durante o desfile, a verde-e-rosa conseguiu superar os problemas verificados na concentração, envolvendo a colocação do principal destaque no abre-alas.

A elegante União da Vila do IAPI, que homenageou a estilista Milka, transformou a avenida Augusto de Carvalho em Passarela da Moda. Com um desfile técnico, a escola evoluiu em alto estilo, não esquecendo sequer a coordenação, que vestia fantasia de maquinista. A locomotiva, símbolo da IAPI, veio grandiosa no abre-alas, com direito a apito, fumaça e farol.

O mundo da Sbórnia tomou conta da avenida na evolução da Imperatriz Dona Leopoldina. Os 'sbornianos' animaram o público, que se divertiu com personagens como Radicci, Fritz e Frida e o Barão de Sacolé, interpretado pelo cantor Vitor Ramil. A Imperatriz homenageou o teatro gaúcho na figura de Hique Gomes e Nico Nicolaiewsky, nos 15 anos de 'Tangos e Tragédias'.

A Filhos da Candinha inovou apresentando ritmo funk na bateria para retratar a dança como a maior das artes. A escola colocou na avenida tradicionalistas do CTG Sentinela dos Pampas, que arriscaram um vanerão-sambado. Igualmente não faltou lambada, gafieira, hula-hula, tango e dança do ventre.

A campeã de 1998, Bambas da Orgia, decepcionou sua torcida. A azul-e-branco vista na Augusto de Carvalho em nada lembrava a imponência do ano anterior. Até a águia, símbolo da escola, se calou. Com fantasias sem brilho e alegorias tímidas, refletiu a dificuldade financeira enfrentada no ano passado.



Correio do Povo
Porto Alegre - RS - Brasil