CORREIO DO POVO
PORTO ALEGRE, DOMINGO, 6 DE FEVEREIRO DE 2005
Perfil do Grupo B

ACADÊMICOS DA ORGIA - O símbolo é o personagem Zé Carioca. Desde 1972, suas cores são o verde e o branco, mas a escola foi fundada em 2/2/60, sob as bençãos de Nossa Senhora dos Navegantes e de Iemanjá. A agremiação, que já figurou entre as melhores do Carnaval porto-alegrense, busca uma reabilitação nos desfiles deste ano. Após vencer no Grupo de Acesso, em 2004, onde permaneceu por quatro carnavais, a Acadêmicos quer recuperar o espaço perdido.

EMBAIXADORES DO RITMO - A escola, fundada em 11/2/1950, foi responsável pela introdução da caixeta no Carnaval de Porto Alegre. Tendo por símbolo uma cartola, a agremiação atribui sua existência à dedicação, quase exclusiva, de seu atual presidente, Adolfo Giró - um dos melhores porta-estandarte. A vice-campeã do Grupo B no ano passado avisa que quer regressar ao Grupo A, de onde saiu em 2002.

ACADÊMICOS DE GRAVATAÍ - A agremiação desfila em Porto Alegre desde 1993. Neste período, teve rápida ascensão, figurando no Grupo Especial por três vezes. A última apresentação da Acadêmicos de Gravataí entre as melhores foi em 2001, quando foi rebaixada ao A. Fundada em 1961, a escola, cujo símbolo é uma onça negra, retornou ao Grupo B em 2004, quando fez um tributo ao ecologista José Lutzemberger.

REALEZA - Fundada em 11 de abril de 1976, a escola tem uma coroa real como símbolo e as cores lilás, branco e rosa. Ficou em quinto lugar no Carnaval passado. Após quatro anos no Grupo de Acesso, garantiu vaga no B em 2002. Em 2003, ficou em quarto lugar e, agora, busca superação.

ACADÊMICOS DE NITERÓI - A coruja, que simboliza a azul, vermelho e branco de Canoas, pretende alçar vôo mais alto. Em 2004 obteve o quarto lugar, quando estreiou no B. Agora quer mostrar irreverência na avenida para não voltar ao Acesso, onde ficou por três anos até a vitória em 2003. A mais jovem escola do B completa sete anos em abril.

IMPERATRIZ LEOPOLDENSE - A vermelho e branco de São Leopoldo que, como a Imperadores do Samba tem como símbolo leões, obteve a sexta colocação em 2004. Fundada em 1995, quatro anos depois conquistava o título do Acesso. Nos últimos cinco carnavais, se mantém no B, registrando três sextos lugares (2000, 2003 e 2004) e um quarto lugar em 2002. A melhor colocação foi em 2001, a terceira posição.

FILHOS DA CANDINHA - Um condor de dupla cabeça foi o símbolo escolhido por carnavalescos, liderados pela família Montierr, que, em 26 de novembro de 1980, fundou a escola. Verde e amarelo-ouro, com tons prateados, costumam colorir os desfiles da escola, que já esteve entre as melhores e agora tenta regressar ao Grupo A, de onde caiu em 2000, exatamente um ano depois de ser rebaixada do Grupo Especial.


Correio do Povo
Porto Alegre - RS - Brasil