CORREIO DO POVO
PORTO ALEGRE, QUARTA-FEIRA, 9 DE FEVEREIRO DE 2005

Humor e crítica social na noite de gala pelotense




15HUMOR9.jpg Estação Primeira do Areal empolgou o público


A Passarela do Samba de Pelotas ficou lotada, na noite de gala de segunda-feira, para o desfile do Grupo Especial. Todos os 8 mil ingressos foram vendidos antes das 23h, horário marcado para o início do espetáculo. O aquecimento para a noite foi dado por integrantes do projeto Escola Aberta, do governo do Estado, e dos clubes da cidade.

A primeira agremiação a entrar na avenida foi a Arautos da Baronesa, campeã do Grupo de Acesso em 2004, com 650 componentes. Com o enredo 'Brasil, mostra tua cara', ela apostou nas críticas sociais e políticas para conquistar o público. Em seguida veio a Imperatriz da Zona Norte, que teve os R$ 21 mil de subvenção bloqueados por decisão judicial, fazendo uma apresentação marcada mais pela garra dos 400 integrantes do que pela beleza. O enredo 'Brasil 1,2 do feijão com arroz: a República das Bananas' mostrou bom humor e ironia.

Na seqüência, os 600 componentes da Imperadores da Guabiroba levaram um clima de festa para a passarela, comemorando os dez anos da agremiação. Já passava das 2h quando a Unidos do Fragata, sete vezes campeã, entrou na avenida. A escola, que apostou na figura do escultor pelotense Antônio Caringi, criador da estátua do Laçador, para montar seu enredo, gerou expectativa quanto a um desfile cheio de luxo, contudo figurinos e alegorias se revelaram simples, desapontando o público. O fato serviu para realçar a apresentação da General Telles, grande campeã de 2004, que desfilou depois com seus 800 integrantes. Ela fez os espectadores levantarem, cantarem e dançarem ao som do enredo 'Da batalha dos anjos ao 14 Bis de Santos Dumont'.

As duas últimas agremiações a desfilar foram Estação Primeira do Areal e Academia do Samba. A Estação levantou o público com sua apresentação harmoniosa. Já a Academia, que levou até um CTG para avenida, desfilou com dia claro e arquibancadas parcialmente vazias.




Correio do Povo
Porto Alegre - RS - Brasil