Correio do Povo | Notícias | Filme com Kevin Spacey arrecada apenas 126 dólares em estreia nos EUA

Porto Alegre

18ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, terça-feira, 20 de Novembro de 2018

  • 20/08/2018
  • 14:00
  • Atualização: 15:18

Filme com Kevin Spacey arrecada apenas 126 dólares em estreia nos EUA

Ator tem um papel secundário em "Billionaire Boys Club", estrelado por Ansel Elgort e Taron Egerton

Filme com Kevin Spacey arrecada apenas 126 dólares em estreia nos EUA | Foto: Divulgação / CP

Filme com Kevin Spacey arrecada apenas 126 dólares em estreia nos EUA | Foto: Divulgação / CP

  • Comentários
  • Correio do Povo

"Billionaire Boys Club", o mais recente filme com Kevin Spacey, arrecadou apenas 126 dólares na noite de estreia nos Estados Unidos. O ator está envolvido em um escândalo sexual que começou em outubro de 2017, com uma denúncia de Anthony Rapp. Novas acusações surgiram na sequência e Spacey acabou sendo demitido pela Netflix e também retirado de "Todo Dinheiro do Mundo", no qual foi substutido por Christopher Plummer.

Em "Billionaire Boys Club", que é estrelado por Ansel Elgort e Taron Egerton, Spacey tem um papel secundário. Com direção de James Cox, a trama é ambientada na década de 1980, quando um grupo de estudantes ricos decide montar um esquema ilegal para ganhar ainda mais dinheiro. O plano, no entanto, se mostra mais difícil que o esperado e suas consequências serão fatais.

De acordo com a imprensa norte-americana, o filme foi lançado em apenas 10 cidades e deve ter dificuldade em atingir mil dólares nesta primeira semana em cartaz, pois o final de semana fechou com apenas 618 dólares de bilheteria. Em comparação, "Baby Driver", lançado em 2017, antes das acusações e com Spacey em um papel de protagonista, arrecadou mais de 20 milhões de dólares nas bilheterias em seu fim de semana de estreia.

As dúvidas sobre o desempenho de "Billionaire Boys Club" começaram antes mesmo do lançamento, mas a distribuidora, Vertical Entertainment, anunciou que iria prosseguir com a estreia baseada no "pequeno papel coadjuvante" de Spacey na produção. "Esperamos que essas alegações aflitivas sejam relativas ao comportamento de uma pessoa, que não eram conhecidas publicamente quando o filme foi feito há quase dois anos e meio e de alguém que tem um pequeno papel de apoio em 'Billionaire Boys Club', não prejudiquem um filme inteiro", disseram os distribuidores em comunicado.