Correio do Povo | Notícias | Mr. Catra morre aos 49 anos vítima de câncer

Porto Alegre

19ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, terça-feira, 18 de Setembro de 2018

  • 09/09/2018
  • 18:21
  • Atualização: 18:24

Mr. Catra morre aos 49 anos vítima de câncer

Cantor descobriu a doença em 2017 e estava internado em São Paulo para tratamento

Funkeiro descobriu a doença em 2017 | Foto: Divulgação / Instagram / CP

Funkeiro descobriu a doença em 2017 | Foto: Divulgação / Instagram / CP

  • Comentários
  • Thiago Calil / R7

O funkeiro Mr Catra, de 49 anos, morreu na tarde deste domingo, em São Paulo. Ele estava internado no Hospital do Coração, zona sul da capital, onde tratava um câncer no estômago. A informação foi confirmada ao R7 pela assessoria de imprensa do cantor.

“É com enorme pesar que comunicamos o falecimento do amigo e cliente Wagner Domingues Costa, o Mr Catra, que nos deixou na tarde deste domingo em decorrência de um câncer gástrico. O cantor e compositor estava internado no HCor (Hospital do Coração), em São Paulo, e já vinha lutando contra a doença”, diz o texto.

Ainda no comunicado, a equipe do músico pede respeito à dor da família.

A informação foi dada a família pelo cirurgião oncológico, Dr. Ricardo Motta, por volta das 15h20 da tarde. Catra deixou três esposas e 32 filhos. Neste momento de sofrimento, agradecemos o carinho, cuidado e compreensão dos amigos da imprensa, e pedimos, gentilmente, para que respeitem o momento de tristeza da família.

O cantor descobriu a doença em junho 2017 após sentir dores na região abdominal e se submeter a exames de rotina. Na ocasião, Catra creditou o câncer ao excesso de álcool e noites sem dormir.

Durante o tratamento, ele parou de beber e de fumar, mudou hábitos alimentares e chegou a perder mais de 35 kg. O cantor também ficou proibido de comer alimentos gordurosos e doces. Catra diminuiu bem a rotina de trabalho nesse período para priorizar o tratamento contra a doença.

Catra começou a carreira nos anos 90. O primeiro álbum, O Bonde dos Justos, foi lançado em 1994. Na ocasião, o músico apostava no rap. Chegou a ser indiciado, em 2002, por apologia ao crime por conta da letra de Cachorro, que falava sobre policiais corruptos. O fato se repetiu em 2017, por uma letra acusada de promover o tráfico de drogas.

Mas o sucesso nacional do cantor veio nos anos 2000, já no funk. A música Adultério, uma paródia do hit Tédio, do Biquíni Cavadão, estourou nas rádios e festas do País. Depois disso, Catra passou a adotar letras mais bem-humoradas e maliciosas em seus trabalhos.

Chamado de Papai pelos fãs, uma referência aos 32 filhos, o funkeiro anunciou em 2016 que fez uma vasectomia.

"Chegou o momento! Depois de 32 filhos, quatro netos e nenhum bisneto ainda precisei tomar uma atitude. Hoje fiz vasectomia! Sei que as pessoas não vão gostar dessa ideia, mas achei necessário. Papai está de volta? Não mais!"