Correio do Povo | Notícias | Grêmio confia no histórico recente em mata-mata para vencer Gre-Nal

Porto Alegre

19ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quarta-feira, 26 de Setembro de 2018

  • 14/03/2018
  • 07:25
  • Atualização: 07:33

Grêmio confia no histórico recente em mata-mata para vencer Gre-Nal

Geromel pediu dedicação máxima no clássico do próximo domingo

Grêmio confia no histórico recente em mata-mata para vencer Gre-Nal  | Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Flickr / Divulgação / CP

Grêmio confia no histórico recente em mata-mata para vencer Gre-Nal | Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Flickr / Divulgação / CP

  • Comentários
  • Rafael Peruzzo

Além de ter um grupo experiente e calejado em competições de mata-mata, o Grêmio também se apoia no retrospecto em jogos eliminatórios nos últimos dois anos para levar alguma vantagem sobre o Inter nas quartas de final do Campeonato Gaúcho. O Tricolor venceu a Copa do Brasil (2016), Libertadores da América (2017) e Recopa (2018), todas disputadas em sistema de jogos de ida e volta.

"Vamos duelar contra uma equipe de muita qualidade, todo mundo precisa se dedicar ao máximo. Nosso grupo é experimentado, já jogou muitas partidas eliminatórias nos últimos anos, estamos preparados para o que der e vier e vamos enfrentar o confronto da melhor maneira possível", destaca o zagueiro Pedro Geromel, que só poderá atuar no primeiro jogo, domingo, na Arena, já que depois se apresenta à Seleção Brasileira.

Grêmio e Sport estão chegando a um acordo para a vinda do centroavante André. A negociação já se alonga há mais de um mês e o Tricolor deverá pagar cerca de 2,5 milhões de euros por 70% dos direitos econômicos do atleta, que chega como principal reforço para a temporada. André, no entanto, só poderá ser inscrito na segunda fase da Libertadores, caso o Grêmio avance na competição.

Se o zagueiro Geromel só estará em campo no primeiro jogo contra o Inter, o atacante Luan atuará nas duas partidas. Ontem em entrevista ao canal SporTV, o jogador não escondeu a frustração por não ter sido convocado pelo técnico Tite para os dois próximos amistoso da Seleção Brasileira, contra Alemanha e Rússia. “Eu esperava ser convocado, mas sei que é um trabalho difícil para o Tite. Ele sabe o que está fazendo, mostrou isso na Eliminatórias”, disse Luan.