Correio do Povo | Notícias | Profissionais de saúde atenderão venezuelanos em Roraima por uma semana

Porto Alegre

21ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, segunda-feira, 24 de Setembro de 2018

  • 25/08/2018
  • 16:48

Profissionais de saúde atenderão venezuelanos em Roraima por uma semana

Eles atuarão em ginecologia, obstetrícia, pediatria, infectologia e oftalmologia

  • Comentários
  • Agência Brasil

Os 36 profissionais da saúde que vão promover ação voluntária de atendimento aos venezuelanos em Roraima foram recepcionados neste sábado pelo governo federal em Brasília. Os funcionários da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) embarcam neste domingo para o estado, onde farão ações médico-humanitárias em abrigos de acolhimento aos imigrantes durante uma semana.

O ato de lançamento da ação ocorreu no Ministério da Educação, em Brasília, e contou com a presença do presidente Michel Temer, que elogiou o exemplo dos médicos em se voluntariarem para a viagem. De acordo com o ministro da Educação, Rossieli Soares, outros profissionais resolveram se juntar às atividades e irão “por conta própria” a Roraima.

Vindos de 24 hospitais universitários de 17 estados, os voluntários trabalharão por seis dias, de segunda a sábado, em diferentes turnos. O retorno está programado para domingo, 2 de setembro. Eles atuarão em nove abrigos de Boa Vista e um de Pacaraima. Atualmente, cerca de 5 mil venezuelanos estão acolhidos nos abrigos do estado.

Os médicos, enfermeiros e demais profissionais de saúde vão oferecer atendimento em especialidades como ginecologia, obstetrícia, pediatria, infectologia e oftalmologia. O foco das atividades na cidade fronteiriça será a prevenção de doenças. Além de vacinação, os venezuelanos poderão fazer testes para hepatites, glicemia, verificação de pressão arterial, orientação sobre escovação dentária, nutrição e amamentação.

“Isso salienta mais uma vez o espírito do povo brasileiro. Com um breve chamado, sem esforço nenhum, nós temos uma série de pessoas doando seu tempo para apoiar quem está precisando”, elogiou Rossieli Soares.