Correio do Povo | Notícias | Encoberto por neblina, Laçador imortaliza vida de Paixão Côrtes

Porto Alegre

25ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, terça-feira, 20 de Novembro de 2018

  • 28/08/2018
  • 13:37
  • Atualização: 20:26

Encoberto por neblina, Laçador imortaliza vida de Paixão Côrtes

Estátua de bronze parecia ter luz própria e recebeu o carinho de crianças do Colégio São Francisco

Laçador ficou encoberto pela neblina no amanhecer de hoje | Foto: Mauren Xavier / Especial CP

Laçador ficou encoberto pela neblina no amanhecer de hoje | Foto: Mauren Xavier / Especial CP

  • Comentários
  • Mauren Xavier

A forte neblina no início da manhã desta terça-feira até tentava cobrir a grande estátua de bronze e símbolo do tradicionalismo gaúcho, o Laçador. Mas mesmo assim, com se tivesse uma luz própria, ele destoava na paisagem. Os seus contornos ficavam em evidência aos olhos de quem passava junto ao largo, localizado perto do aeroporto Salgado Filho. Na parte alta de uma elevação, com o gramado verde, o Laçador emana a imponência, fortificada pelo bronze. Ao mesmo tempo, que do outro lado da cidade, no Palácio Piratini, com a bandeira do Estado a meio mastro, ocorriam os últimos preparativos para a cerimônia de despedia a Paixão Côrtes. E, assim, consolidava-se a separação do homem e do Laçador. Ou seria ao contrário. A imortalidade de Paixão Côrtes na estátua do Laçador.

• Alcy Cheuiche: Paixão Côrtes era a estampa do gaúcho

O cenário nebuloso e frio é cortado rapidamente pelo som das vozes de crianças. São dezenas de alunos de três turmas do quarto ano do Colégio São Francisco, da zona Sul de Porto Alegre, que rodeavam o largo, para conhecer de perto a história do Estado e da Capital. Muitos olhavam encantados a grandiosidade do Laçador, enquanto uma das professoras tentava explicar todos símbolos gaúchos que estavam representados no monumento, como o laço e a bombacha. “Nós tínhamos conversado em sala de aula sobre o trabalho do Paixão Côrtes e muitos já chegaram hoje no colégio falando da morte dele”, comentou a professora Sandra Letícia Graeff.

• Legado de Paixão Côrtes é exaltado em cerimônia de despedida

O ponto alto da visita foi quando puderam subir correndo o gramado para, enfim, fazer uma foto com o Laçador. Após a despedida, o grupo seguiu animado para o ônibus, para seguirem o city tour na Capital. Parece que a alegria das crianças deixou a sua marca. Bastaram alguns minutos, para a neblina ir se dissipando e o sol aparecer, fazendo o bronze do Laçador brilhar ainda mais forte.