Acervo Digital Vinicius de Moraes reúne vasto material do poeta

Acervo Digital Vinicius de Moraes reúne vasto material do poeta

No site estão onze mil documentos, entre reproduções digitais dos manuscritos, correspondência pessoal e familiar e documentos diversos

Arte & Agenda

Vinicius de Moraes é considerado um dos maiores poetas brasileiros

publicidade

O Acervo Digital Vinicius de Moraes acaba de ser lançado e reúne os documentos originais do acervo pessoal do poeta, doados para o Arquivo-Museu de Literatura Brasileira (AMLB) da Fundação Casa de Rui Barbosa (FCRB), localizado no Rio de Janeiro.

No site estão as reproduções digitais dos manuscritos e datiloscritos de sua produção intelectual, de sua correspondência pessoal e familiar, além de documentos diversos, reunidos por Vinicius de Moraes (1913 – 1980) ao longo de sua vida. Entre os quase onze mil documentos, estão os manuscritos das canções “Chega de saudade”, “Canto de Ossanha” e “Berimbau”, e dos poemas “Pátria minha”, “Soneto de fidelidade”, “Soneto de separação” e “A casa”.

Além de disponibilizar os documentos para consulta online, o site traz informações sobre a vida e a obra do poeta e apresenta novos conteúdos: seis podcasts baseados no Caderno de Leituras Vinicius de Moraes, (Companhia das Letras, 2009) e um minidocumentário sobre o processo de realização do projeto, com depoimentos da equipe e imagens de arquivo de Vinicius.

O projeto Acervo Digital Vinicius de Moraes é uma realização da VM Cultural, com o patrocínio do Ministério do Turismo e do Itaú, e com o apoio da Fundação Casa de Rui Barbosa.

Vinicius de Moraes

É considerado um dos maiores poetas brasileiros, autor de “Soneto de fidelidade”, “Pátria minha” e “Operário em construção”. Como compositor, foi um dos expoentes da bossa nova e autor de grandes sucessos nacionais e internacionais. Entre os seus principais parceiros, estão Tom Jobim, Carlos Lyra, Baden Powell e Toquinho. Sua peça "Orfeu da Conceição" foi adaptada para o cinema e ganhou o Oscar de Filme Estrangeiro e a Palma de Ouro em 1960. 

Para acessar: acervo.viniciusdemoraes.com.br

 


publicidade

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895