Agenda literária tem lançamento uruguaio e debate sobre autoria negra

Agenda literária tem lançamento uruguaio e debate sobre autoria negra

Iniciativas são da Diadorim Editora e Sesc Pinheiros

Por
Correio do Povo

Hoje tem bate-papo virtual com autor uruguaio Luis dos Santos, autor de "O Mergulhador"


publicidade

“O Mergulhador”, do uruguaio Luis dos Santos, tem lançamento nesta quinta-feira, pela editora Diadorim e bate-papo virtual, às 19h, pelo Facebook e Instagram @diadorimeditora. Lançado em 2017 no Uruguai, pela Fin de Siglo (Montevidéu), “El Zambullidor” está em sua terceira edição, o que comprova seu sucesso editorial e em janeiro último ganhou uma tradução para o francês. Bem recebida pela crítica, a obra faz parte de um movimento de autores interioranos do Uruguai que começou a se mobilizar para ocupar espaços dominados pelos montevideanos. O autor nasceu em Calpica, departamento de Artigas, e hoje vive em Salto, cidade que faz fronteira com a Argentina, às margens do rio Uruguai.]

Com a temática do rio a ser atravessado, a novela está ligada àqueles que enfrentam as águas por obrigação ou sobrevivência. “El Zambullidor é uma novela que levei cerca de quatro anos para escrever. Surgiu da mistura de uma crença que existe em minha cidade sobre a capacidade de alguns sacerdotes para encontrar afogados, com a ajuda do pão abençoado e o próprio trabalho que meu pai desenvolveu quando eu era pequeno, que consistia em mergulhar profundamente no Rio Uruguai para colocar bombas que levam água às plantações de cana de açúcar. O livro me custou muito para escrever porque, embora seja ficção, envolveu muitos sentimentos. A intenção era mostrar a falta de comunicação e afeto que muitas crianças vivem, principalmente no que diz respeito aos seus pais. Esse menino travesso e ousado apenas tenta contar, através dos seus atos, a solidão em que está se tornando homem. O livro trata, então, desse vazio que a ausência geralmente nos deixa, do valor curativo da amizade, de quão ruim é quando os sentimentos não são ditos, da bondade que tem em perdoar e aceitar ser perdoado”, relata Dos Santos.

Às 20h, Sesc Pinheiros (SP) realiza o encontro “Autoria Negra na Literatura Contemporânea”, ao vivo do Youtube/sescpinheiros. A série de encontros mensais com escritoras negras da atualidade, de diversas localidades, compostos por duas autoras, com mediação da curadora, Cidinha da Silva. As convidadas desta edição serão as escritoras Ana Maria Gonçalves e Fernanda Miranda. A escritora mineira Ana Maria é autora de “Um Defeito de Cor” (Record), lançado em 2006, que conta a travessia de uma idosa africana em busca do seu filho no Brasil. Já Fernanda Miranda se dedica ao estudo da autoria negra na literatura e às discussões sobre cânone e poder, sistema literário e racismo, descolonização e narrativa. Publicou “Silêncios PrEscritos: Estudo de Romances de Autoras Negras Brasileiras – 1859/2006” (editora Malê, 2019).