Após ser premiado em Cannes e Munique, "Bacurau" estreia nos cinemas brasileiros

Após ser premiado em Cannes e Munique, "Bacurau" estreia nos cinemas brasileiros

Longa é dirigido por Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles

Correio do Povo

"Bacurau" estreia nos cinemas brasileiros nesta quinta-feira

publicidade

“Bacurau”, de Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles, estreia nesta quinta-feira após ser aplaudido e elogiado em várias partes do mundo. Desde a sua estreia mundial no 72º Festival de Cannes, o longa já foi convidado para mais de 100 festivais e mostras ao redor do planeta. A produção saiu consagrada com o Prêmio do Júri do festival francês e saiu vitoriosa na categoria de melhor filme no Festival de Cinema de Munique

No Brasil, a primeira exibição de "Bacurau" ocorreu na abertura do 47º Festival de Cinema de Gramado. O filme também já foi exibido em outros festivais internacionais: na competição do Neuchâtel International Fantastic Film Festival, na Suíça, no Festival de Cinema de Sidney, Austrália, no SoFilm Summercamp, em Nantes, e La Rochelle, ambos na França (onde estreia em setembro).

Apesar de não ter sido escolhido para representar o Brasil no Oscar 2020, o filme concorre ao Prêmio Goya, considerado o Oscar da Espanha. A produção está indicada a Melhor Filme Iberoamericano. 

Mistérios em Bacurau

Em um futuro próximo, no esquecido vilarejo de Bacurau, os moradores percebem que coisas estranhas estão acontecendo. Primeiro, a cidade some dos mapas, depois, um disco voador aparece no céu e algumas pessoas morrem violentamente.

Para se proteger dos ataques, a comunidade se une e cria uma maneira bem particular de proteção. A partir daí, a trama leva o espectador e os personagens da cidade em uma busca pela identificação do inimigo e por um meio de defesa. 

Com esta história, Kleber Mendonça e Juliano Dornelles transitam em sua obra por gêneros cinematográficos que incluem faroeste, horror, ficção científica e ação. É naquele povoado do sertão brasileiro que uma série de personagens peculiares seguem cada um o seu rumo.

Na tela, surge um envolvimento entre tecnologia e o cangaço, e o enredo coloca em cena a sobrevivência de uma cultura, que tenta resistir às investidas da ganância política, da violência e do abandono. 

Em “Bacurau” estão referências importantes que vão da trilogia Mad Max a clássicos da ficção científica. Com a premiada e elogiada fotografia de Pedro Sotero, o filme tem no elenco nomes como Sonia Braga (Domingas), Udo Kier (Michael); Bárbara Colen (Teresa); Thomás Aquino (Pacote) e Silvero Pereira (Lunga). 

Confira o trailer: 


publicidade

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895