"Arena Selvagem" vence 14° Prêmio Braskem em Cena
capa

"Arena Selvagem" vence 14° Prêmio Braskem em Cena

Premiação ocorreu nessa segunda-feira em Porto Alegre

Por
Correio do Povo

Espetáculo vencedor foi “Arena Selvagem”, do Grupo Cerco, que recebeu a maior premiação da noite

publicidade

A 14° edição do Prêmio Braskem em Cena foi encerrada na noite dessa segunda-feira com a premiação dos melhores espetáculos locais do 26° Porto Alegre em Cena.

O espetáculo vencedor foi “Arena Selvagem”, do Grupo Cerco, que recebeu a maior premiação da noite: os R$ 20 mil destinados a Melhor Espetáculo. Neste trabalho, o Cerco convida o público a entrar em uma arena onde seres humanos deparam-se com sua animalidade. 

O evento ocorreu no Centro Municipal de Cultura Lupicínio Rodrigues (avenida Erico Verissimo, 307) e contou com uma apresentação de samba e MPB de Glau Barros e Marco Farias. Foram dez peças concorrentes escolhidas pela curadoria do festival entre 72 espetáculos inscritos, com duas noites de apresentações cada.  

Premiados

O espetáculo "Arena Selvagem", construído em laboratórios e muita pesquisa, conta com textos oriundos do Espaço Sônia Duro do Teatro de Arena de Porto Alegre, reunindo também conteúdos científicos, fragmentos de contos e textos de Carlos Carvalho, Franz Kafka, Carlos Drummond de Andrade e outros criados pelo elenco. 

Com direção de Inês Marocco, a criação coletiva tem atuação de Anildo Böes, Eduardo Schmidt, Elisa Heidrich, Kalisy Cabeda, Manoela Wunderlich, Martina Fröhlich, Marina Kerber e Philipe Philippsen. O espetáculo também venceu o Júri Popular. 

A Melhor Direção foi para Mirah Laline pelo espetáculo “O Feio”, da Ato Cia. Cênica. A comédia, com texto do alemão Marius Von Mayenburg, propõe uma reflexão a respeito do culto à beleza e seus desdobramentos na sociedade contemporânea, com atuações de Danuta Zaghetto, Marcelo Mertins, Paulo Roberto Farias e Rossendo Rodrigues.

Os prêmios para atuações foram para Paulo Flores, Melhor Ator por “Meierhold”, da Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz”; e Melhor Atriz para Sissi Betina Venturin por “A Fome”, da Cia. Espaço em Branco, dirigida por João de Ricardo. 

Diretor, ator e atriz receberam R$ 3 mil cada, bem como o prêmio Destaque que foi para João Pedro Decarli do espetáculo infantil/infanto “Macbeth e o Reino Sombrio: Shakespeare para Crianças”, do Coletivo Órbita, pela ousadia da adaptação do clássico e soturno texto de William Shakespeare para o público infantil e infantojuvenil, executado com grande maestria pelo grupo. 

Os demais espetáculos que participaram do prêmio foram “Ainda que Seja Noite, da Cia. Silvia Canarim – Flamenco e Contemporaneidade; “Das Amarras Dela”, do Circo Hybrido; “ELAS”, da Nós Cia. de Teatro; “Os Palhaços de Tchekhov”, do Circo Girassol; e “Ranhuras”, do Coletivo Moebius. 

A escolhas foram feitas por um júri formado pelos jornalistas Alice Urbim (também madrinha do festival), Michele Rolim, Cláudia Laitano, Fábio Prikladnicki. A entrega do 14° Prêmio Braskem em Cena encerrou oficialmente as atividades do 26° Porto Alegre em Cena.