Arthur Barbosa é a atração do CP ao Vivo

Arthur Barbosa é a atração do CP ao Vivo

O violinista compositor e regente Arthur Barbosa participa hoje do CP ao Vivo Lá em Casa, nesta terça-feira, às 18h, pelas plataformas digitais do jornal

Correio do Povo

Arthur Barbosa é violinista, compositor, regente e está na Ospa desde 1998

publicidade

O violinista compositor e regente Arthur Barbosa é o convidado desta terça-feira, dia 21, às 18h, do Correio do Povo ao Vivo Lá em Casa. Pelas plataformas digitais do CP (Facebook, YouTube e Twitter). Violinista de formação, Arthur Barbosa é envolvido com a música desde seus dez anos de idade e é violinista da Ospa desde 1998. Compõe desde os 14 anos de idade e sempre se interessou pela regência por acreditar que todo compositor deve saber sobre técnica e dinâmica de um regente para poder desempenhar melhor seu papel compondo. Atuou em mais de dez orquestras, sendo Spalla em algumas delas. Começou a reger profissionalmente na Argentina, país no qual viveu de 1990 a 1996, onde era responsável pela Orquesta Juvenil de San Luis. Paralelamente à carreira de músico, procurou aulas de regência com professores como Eleazar de Carvalho, por exemplo.

Em 2013, foi chamado para ser um dos nove regentes brasileiros que seguiram em missão cultural diplomática, a convite do antigo Ministério da Cultura, em missão a Caracas para conhecer um programa de formação orquestral de um projeto intitulado “El Sistema”, existente há 40 anos.

Suas obras têm sido executadas em mais de 15 países, incluindo seis estreias mundiais. Em 2015/16 foi membro da bancada de música da Comissão Nacional de Incentivo à Cultura (CNIC). Tem regido, como maestro convidado, orquestras como Osba (Bahia) Filarmônica de Granada (Espanha), Ospa, Terra Symphony Orchestra (Nova Iorque). Desde fevereiro de 2012, ocupa o cargo honorífico de Diretor Artístico e Regente Titular da Orquestra Eleazar de Carvalho em Fortaleza (CE) e, desde 2014, é o responsável e o regente da Ospa Jovem (RS).


publicidade

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895