Aula gratuita sobre literatura e cinema discute o clássico "Ligações Perigosas"

Aula gratuita sobre literatura e cinema discute o clássico "Ligações Perigosas"

Escritor Pedro Gonzaga e jornalista Roger Lerina discutem as diferenças e semelhanças entre o romance de Pierre Choderlos de Laclos e a versão cinematográfica de Stephen Frears

Correio do Povo

ohn Malkovich interpreta o Visconde de Valmont e Glenn Close, a Marquesa de Merteuil

publicidade

O Instituto Ling realiza hoje, às 19h, a quarta edição de 2021 do projeto Adaptação – Entre a Literatura e o Cinema. No evento, o escritor Pedro Gonzaga e o jornalista Roger Lerina discutirão com o público as diferenças e semelhanças entre o romance "Ligações Perigosas", de 1782, escrito pelo francês Pierre Choderlos de Laclos, e o longa-metragem homônimo que chegou às telonas em 1988 com direção do britânico Stephen Frears e atuação de Glenn Close, Michelle Pfeiffer e John Malkovich. O público poderá interagir com os debatedores, enviando comentários e dúvidas, além de acompanhar alguns dos principais trechos do filme, que levou três estatuetas do Oscar em 1989, vencendo nas categorias de Melhor Roteiro adaptado, Figurino e Direção de arte. A atividade será transmitida ao vivo e gratuitamente pela plataforma Zoom e para participar, é necessário fazer inscrição prévia no site www.institutoling.org.br.

 A obra, que foi um dos grandes destaques da literatura epistolar, destaca as relações amorosas, a perda da inocência e a traição em primeiro plano, tendo como pano de fundo um dos mais sofisticados e ferinos retratos da aristocracia pré-Revolução Francesa. Na narrativa, a Marquesa de Merteuil e o Visconde de Valmont, apesar de todo o luxo que os rodeia e da extrema cortesia e sofisticação que aparentam, personificam o que há de mais vil na humanidade. Ex-amantes, eles manipulam todos a seu redor.
 
Pedro Gonzaga é professor, tradutor, poeta e escritor. Doutor em literatura pela UFRGS, com diversas publicações em poesia e prosa, desenvolve há anos trabalhos com turmas de escrita criativa, voltadas para o público adulto. Atualmente é cronista dos jornais Zero Hora e O Estado de S. Paulo.  Roger Lerina é jornalista cultural, integrante da Abraccine e atua como repórter e crítico de cinema no Canal Brasil. É editor do site www.rogerlerina.com, uma plataforma dedicada a notícias, artigos e vídeos sobre cinema, artes cênicas, música, artes visuais e eventos culturais. É curador do projeto Meu Filme Favorito, do Instituto Ling.

 


publicidade

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895