"Bacurau", de Kleber Mendonça Filho, ganha prêmio do Júri no Festival de Cannes
capa

"Bacurau", de Kleber Mendonça Filho, ganha prêmio do Júri no Festival de Cannes

Longa empatou com o francês "Les Misérables"

Por
Correio do Povo

Elenco e diretores estiveram presentes na 72ª edição do Festival de Cinema de Cannes

publicidade

O filme brasileiro "Bacurau", de Kleber Mendonça Filho, ganhou o Prêmio do Júri no Festival de Cannes neste sábado, em empate com o francês "Les Misérables", de Ladj Ly..É a primeira vez que o país é laureado na categoria, a terceira mais relevante, entregue desde 1946, vindo depois da Palma de Ouro e do Grande Prêmio do Júri. O longa marcou a volta do cineasta à cidade, três anos após disputar com “Aquarius”. O longa, que foi co-dirigido com Juliano Dornelles, retrata a história de um pequeno povoado no interior do sertão que sofre com a morte de Dona Carmelita, uma mulher muito amada pelos amigos. No entanto, dias após o ocorrido, o povo descobre que a comunidade não está mais nos mapas. 

• “Parasite”, do sul-coreano Bong Joon-ho, vence a Palma de Ouro em Cannes

De 1951 até 1966 o nome Prêmio Especial do Júri era usado para o segundo prêmio mais importante do festival. Em 1967, o segundo lugar foi renomeado para Grande Prêmio do Júri e o Prêmio Especial do Júri desapareceu. Dois anos depois, em 1969, o Prêmio do Júri foi criado separadamente do Grande Prêmio, e ambos vão sendo agraciados anualmente desde então.O Prêmio Especial do Júri reapareceu nos anos 90, e um Prêmio Internacional do Júri foi entregue em 1946.