Biblioteca Pública do Estado celebra 97 anos com ações culturais neste sábado
capa

Biblioteca Pública do Estado celebra 97 anos com ações culturais neste sábado

Programação conta com visitas guiadas e contações de histórias para crianças

Por
Correio do Povo

Programação conta com visitas guiadas e contações de histórias para crianças

publicidade

Para comemorar seus 97 anos, a Biblioteca Pública do Estado realiza uma programação com atividades culturais neste sábado, em Porto Alegre. As atividades são gratuitas e abertas ao público. 

O sábado começa com uma feira de troca de livros, das 10h às 18h, no salão de referência do prédio, localizado na rua Riachuelo esquina com a rua General Câmara. Aos interessados em conhecer o prédio estão previstas visitas guiadas das 14h às 16h. Já das 15h às 17h ocorrerá contação de histórias infantis. Paralelo as atividades, haverá uma exposição e venda de vestíveis, de Jeannine Krischke, que criou peças inspiradas nas pinturas de murais e detalhes do prédio. 

História

Criada em 14 de abril de 1871, a Biblioteca Pública do Estado anteriormente funcionou nas dependências do Ateneu Rio-Grandense (antiga escola normal) e, posteriormente, no Arquivo Público, sendo desanexada do local em fevereiro de 1909, formando uma repartição autônoma ligada diretamente à Secretaria do Interior e Exterior.
 
Tendo sua própria dotação orçamentária, o projeto do prédio foi aprovado em 6 de julho de 1911, no governo de Carlos Barbosa Gonçalves, do Partido Republicano e substituto de  Borges de Medeiros. Em 1912 foi iniciada a construção do edifício, projetado e dirigido pelo engenheiro de Obras Públicas Affonso Hebert e empreitada por Roberto Roncoli. Esta etapa foi concluída e entregue em novembro de 1913. O diretor Victor Silva solicita ao governo que o novo edifício seja ampliado, pois considera que o prédio entregue ainda não conta com os requisitos necessários a que se propõe. Em 1914 é autorizada sua ampliação.
 
Após longo processo de licitação, em 22 de maio daquele ano foi assinado um novo contrato para execução das obras de ampliação e trabalhos de adaptação e remodelação do espaço. Apesar de ser concluída essa etapa em 1921, o prédio foi inaugurado no ano seguinte, junto às comemorações do centenário da Independência do Brasil, dia 7 de setembro de 1922.

Acervo

O acervo bibliográfico é constituído por cerca de 240 mil volumes. A coleção de livros da Biblioteca é composta por raridades dos séculos XVI a XIX, como a PHARSALIA, de Lucano, de 1519. Publicações e documentos que registram a história e a literatura rio-grandenses, enciclopédias, dicionários e obras sobre todos os setores do conhecimento humano, além de jornais, revistas e folhetos completam a coleção da instituição e encontram-se disponíveis para pesquisa.