Brasil nas telas de eventos mundiais em 2021

Brasil nas telas de eventos mundiais em 2021

O Oscar deste ano poderá ter, entre os concorrentes a Melhor Filme Internacional, pela primeira vez na história, um documentário brasileiro

Marcos Santuario

‘A Nuvem Rosa’, que estará no Sundance Festival, é o primeiro longa da diretora gaúcha Iuli Gerbase, que teve seis curtas selecionados em vários festivais internacionais

publicidade

Não é de hoje que filmes e séries brasileiros estão fazendo bonito em eventos mundiais. Do Oscar ao Globo de Ouro, passando por festivais internacionais como Berlim, Cannes, Roterdã e Sundance, o audiovisual brasileiro tem marcado presença. E, neste 2021, o orgulho já começou com o fato de que o Oscar deste ano poderá ter, entre os concorrentes a Melhor Filme Internacional, pela primeira vez na história, um documentário brasileiro. “Alguém tem que Ouvir o Coração e Dizer: Parou”, de Bárbara Paz, compete a uma das cinco vagas para a seleção final. O filme propõe sonhar com o amor e o poder do cinema, em uma homenagem ao cineasta Héctor Babenco. Ainda no Oscar, que acontecerá dia 25 de abril, poderemos ter um curta de animação na competição. É que o brasileiro, “Umbrella”, de Helena Hilario e Mario Pece, é o primeiro nacional do gênero a se aproximar desta seleção. O filme já foi selecionado em 19 festivais que o qualificam para a disputa por um lugar no prêmio da Academia. Inspirado em uma situação vivenciada pela irmã da diretora, se centra na história de Joseph, um menino que vive em um orfanato, e suas memórias afetivas. “Umbrella” fica disponível entre os dias 7 e 21 de janeiro no Youtube da Stratostorm.

Outra importante premiação que move o mundo do audiovisual é o Globo de Ouro, que este ano acontece no dia 28 de fevereiro. Das 138 inscrições para Melhor Filme Estrangeiro, os brasileiros “Valentina”, “Wasp Network” e o elogiadíssimo “Pacarrete”, de Allan Deberton, concorrem com outros 77 países. O anúncio das nomeações acontecerá em 3 de fevereiro.

Na seara dos festivais internacionais, começamos 2021 com muito boas notícias. Dois filmes brasileiros já foram selecionados para Sundance 2021. “A Nuvem Rosa”, escrito e dirigido pela gaúcha Iuli Gerbase, e “Inabitável”, dirigido por Matheus Farias e Enock Carvalho, estão entre os selecionados do Sundance Film Festival, um dos mais importantes do mundo cinematográfico. A mostra começa em 28 de janeiro em Utah, EUA, além de ter uma versão online por conta da pandemia. “A Nuvem Rosa”, primeiro da diretora Iuli Gerbase, que já assinou seis curtas-metragens selecionados para diversos festivais internacionais como TIFF e Havana Film Festival, participa da categoria World Dramatic Competition de Sundance. Escrito em 2017 e filmado em 2019, já antecipava o atual momento e os conflitos que fariam parte do cotidiano em 2020.

Já o prestigiado Festival de Roterdã tem “Madalena”, de Madiano Marcheti, e “Carro Rei”, de Renata Pinheiro, representando o cinema nacional no evento, que ocorre em duas etapas: entre 1º e 7 de fevereiro e 2 e 6 de junho de 2021, presencial e online. O primeiro tem como ponto de partida o corpo de Madalena, encontrado em uma plantação de soja. Na sequência, a trama acompanha a história de três jovens que vivem contextos diferentes em uma mesma cidade. O longa denuncia a violência constante do país que mais mata a população LGBTQIA+. “Carro Rei" adota fantasia e realismo para contar a história de Uno (Luciano Pedro Jr), que tem esse nome em referência ao carro em que nasceu, a caminho da maternidade, em Caruaru (PE).


publicidade

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895