Charlize Theron e Seth Rogen estrelam comédia "Casal Improvável"

Charlize Theron e Seth Rogen estrelam comédia "Casal Improvável"

Longa estreia nesta quinta-feira nos cinemas brasileiros

Correio do Povo

Charlize Theron volta aos cinemas ao lado de Seth Rogen em "Casal Improvável"

publicidade

Depois de um ano longe das telas, Charlize Theron volta aos cinemas na comédia romântica "Casal Improvável" ao lado de Seth Rogen. Dirigido por Jonathan Levine, o filme estreia nesta quinta-feira trazendo a atriz sul-africana em um papel mais leve em comparação aos seus últimos trabalhos, como "Atômica"(2017), onde vive uma assassina brutal, e "Velozes e Furiosos 8" (2017), com a vilã Cipher. 

Em "Casal Improvável", Charlize é Charlotte Field, uma das mulheres mais influentes do mundo. Inteligente, sofisticada e talentosa, ela é uma diplomata poderosa com um talento para quase tudo. Fred Flarsky, papel de Seth Rogen, é um jornalista talentoso e livre, com uma tendência autodestrutiva. Os dois não têm nada em comum, exceto que ela era sua babá e foi sua primeira paixão na infância. 

Quando Fred inesperadamente encontra com Charlotte, ele a encanta com seu humor autodepreciativo e suas lembranças de seu idealismo juvenil. Enquanto se prepara para concorrer à presidência, Charlotte impulsivamente contrata Fred como seu redator de discursos, para o desânimo de seus conselheiros de confiança.

Um peixe fora d'água no time de elite de Charlotte, Fred não está preparado para seu estilo de vida glamouroso e de alto risco. No entanto, uma chama é despertada quando a inconfundível química do par leva a um romance ao redor do mundo e desencadeia uma série de incidentes perigosos e estranhos.

"Casal Improvável" é produzido por Seth Rogen e Evan Goldberg, que já trabalharam nas comédias "Festa da Salsicha" (2016), "Vizinhos (2014)" e "Ligeiramente Grávidos" (2007). O filme tem roteiro de Liz Hannah e Dan Sterling, e possui nomes como de June Diane Raphael e Alexander Skarsgård no elenco.  

Confira o trailer:


publicidade

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895