Cinema drive-in em São Paulo
capa

Cinema drive-in em São Paulo

Esta é considerada a primeira ação de retomada das atividades do setor cultural da capital paulista

Por
Arte & Agenda

Filme de Christopher Nolan, com o ator Christian Bale, integra a programação de junho


publicidade

Em parceria com o Petra Belas Artes, o Memorial da América Latina, em São Paulo, inaugura, no próximo dia 16 de junho, o "Belas Artes Drive-In", espaço destinado à exibição de filmes em que o público assistirá à sessão dentro de seu próprio carro, respeitando o isolamento social.

 
Sob orientação da área da saúde e do Centro de Contingência do Coronavírus, o Belas Artes Drive-In seguirá protocolos rigorosos de saúde, com regras de distanciamento social, higiene, limpeza de ambientes, comunicação e monitoramento. Entre os cuidados obrigatórios, estão a distância mínima de 1,5 metro entre pessoas e carros em todos os ambientes, máximo de quatro ocupantes no carro, pagamentos via aplicativo, exigência do uso de máscaras e aferição de temperatura de funcionários e clientes. 


Para garantir o distanciamento, o acesso ao áudio do filme será obtido por meio do rádio do próprio carro, sintonizado via FM - o método de transmissão é um dos diferenciais do projeto. Há também a opção de escutar a exibição por meio de um smartphone. A posição dos carros em fila será organizada pela equipe do evento, que posicionará carros maiores, do tipo utilitários, na lateral do espaço, para melhor visibilidade dos demais. Os banheiros disponibilizados durante a exibição serão higienizados a cada uso. Dispositivos de álcool em gel estarão disponíveis no local. 

Além dos filmes propostos pela programação do evento, haverá uma seleção de músicas que ambientam a noite de maneira especial, antes início do filme. A capacidade para 100 carros 

Retomada 
O Belas Artes, um dos cinemas mais conhecidos de São Paulo, volta a abrir suas portas, porém em formato de drive-in. De uma forma criativa, que oferece filmes para todos os tipos de cinéfilos, com isolamento, segurança e o conforto de estar dentro de seu próprio carro”, diz o curador do Belas Artes e do projeto, André Sturm. 

O setor cultural e criativo foi um dos mais afetados pela pandemia do coronavírus. A Secretaria estima que o segmento, que equivale a 3,9% do PIB Estadual, terá redução de cerca de metade da receita anual prevista, correspondente a uma perda econômica da ordem de R$ 34,5 bilhões e cerca de 650 mil pessoas sem fonte de renda. Pesquisa da Fipe sobre os impactos econômicos das medidas de isolamento e distanciamento social no Estado de São Paulo indica que atividades artísticas e criativas estão entre os dez setores com maior índice de vulnerabilidade econômica diante da pandemia. 

Programação 
No dia 16 de junho, a programação que inclui filmes como “Batman, O Cavaleiro da Noite” e “A Origem”, de Christopher Nolan, “Laranja Mecânica”, “O Iluminado”, “2001 – Uma Odisseia no Espaço” e “De Olhos Bem Fechados”, de Stanley Kubrick. 
O espaço promoverá também uma semana temática com filmes de Tim Burton e seu universo, em que serão exibidos quatro filmes do diretor e “O Gabinete do Dr. Phibes”, com Vicent Price, e o ainda inédito nos cinemas brasileiros “Apocalipse Now – Final Cut”, obra-prima de Francis Ford Coppola, totalmente restaurado e com som remasterizado, com 30 minutos a mais do que a versão original lançada em 1979.