Com elenco estelar, musical "Cats" chega aos cinemas nesta quarta

Com elenco estelar, musical "Cats" chega aos cinemas nesta quarta

Taylor Swift e Judi Dench são exemplos de artistas que fazem parte do longa

Correio do Povo

"Cats" é dirigido pelo cineasta britânico Tom Hooper

publicidade

A adaptação do musical “Cats”, de Andrew Lloyd Webber, criador de outros musicais de sucesso como “Evita” e “O Fantasma da Ópera”, ganha uma versão para os cinemas, com sessões a partir desta quarta-feira. Com direção do cineasta britânico Tom Hooper (de “O Discurso do Rei”, de 2011, e “Os Miseráveis”, de 2012), o filme teve a supervisão de Andrew Lloyd Webber, que, por sua vez, se inspirou em livro de T. S. Eliot para criar o musical, que estreou em 1981 e ficou anos em cartaz, seja no West End, de Londres, e ou na Broadway, de Nova Iorque.

Distribuído pela Universal Pictures, a produção mantém o estilo da apresentação teatral, no sentido de colocar bailarinos como gatos, exigindo uma preparação física em dança que mostre toda a sua flexibilidade e precisão técnica.

No musical, os gatos de uma região se reúnem uma vez ao ano para que seu líder escolha um deles para ir a um lugar melhor. Por isso, cada um deles conta a sua história e tenta chamar a atenção, na tentativa de ser o escolhido. O elenco conta com atores que também são cantores, visto que a trilha sonora, que conta com 16 faixas, é um dos destaques.

É o caso de Jennifer Hudson (Oscar de Atriz Coadjuvante por “Dreamgirls”), que interpreta a solitária personagem Grizabella, a quem cabe interpretar “Memory”, uma das músicas já conhecidas por fãs da obra. Taylor Swift não apenas atua e canta, como foi responsável pela canção original “Beautiful Ghosts”, que compôs ao lado de Andrew Lloyd Webber. 

Outras estrelas foram escaladas para o elenco, como os veteranos Judi Dench e Ian McKellen. Também foram convocados Idris Elba e James Corden. O filme marca ainda a estreia no cinema da bailarina principal do Royal Ballet do Reino Unido, Francesca Hayward. Cabe ao espectador conferir se o filme consegue transportar a atmosfera da peça para a tela grande. Algumas primeiras impressões publicadas por críticos estrangeiros não foram positivas, classificando-o como surreal. 


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895