Com tom crítico e irônico contra o capitalismo, "Tocar Paraíso" vence Prêmio Açorianos de Teatro

Com tom crítico e irônico contra o capitalismo, "Tocar Paraíso" vence Prêmio Açorianos de Teatro

Diretor João de Ricardo e atriz Evelyn Ligocky também venceram na noite de sábado

Correio do Povo

Problemas da exploração do trabalho, da degradação da natureza e do consumo sem responsabilidade aparecem em metáforas bem humoradas e ferinas na peça

publicidade

A Secretaria Municipal da Cultura de Porto Alegre realizou na noite de sábado a cerimônia do 42º Prêmio Açorianos de Artes Cênicas, com destaque para a "Tocar Paraíso", vencedor dos troféus de melhor espetáculo, direção e atriz na premiação adialta. As honrarias foram entregues no palco do Teatro Renascença. O evento foi apresentado por Miriã Possani, Valeria Barcellos, Ander Belotto e Thiago Souza, acompanhados pelo maestro Renato Borba.

Ao fim da noite, 30 prêmios foram entregues para aqueles que durante o ano de 2019 se destacaram nos palcos porto-alegrenses. Uma novidade na premiação deste ano foi a criação de um novo prêmio, o de Melhor Elenco.

Os jurados do Prêmio Revelação foram Adriane Azevedo, Guega Peixoto, Duda Cardoso e Fernando Zugno. O Prêmio Tibicuera teve como júri Patricia Fagundes, Leo Maciel, Leticia Vieira, Arlete Cunha, Michele Rolim e Fernando Zugno. Já o Prêmio Açorianos foi definido por Roger Lerina, Cristiano Vieira, Thiago Pirajira, Ciça Reckziegel, Claudia Sachs e Fernando Zugno.

Os premiados:

Açorianos

Espetáculo: "Tocar Paraíso".
Direção: João de Ricardo, por "Tocar Paraíso".
Atriz: Evelyn Ligocky, por "Tocar Paraíso".
Ator: Carlos Azevedo, por "Milhões contra Um".
Atriz Coadjuvante: Nina Piccoli, por "Dispositivo Gaivota".
Ator Coadjuvante: Gustavo Dienstmann, por "Dispositivo Gaivota"​.
Melhor Elenco: "A Última Peça".
Cenografia: Guega Peixoto e Francisco Gick.
Figurino: Diego Steffani.
Iluminação: Luciana Tondo.
Trilha Sonora: Caio Amon.
Produção: Máscara EnCena e Liane Venturella.
Dramaturgia: Complô Cunhã.

Revelação:

Melhor atriz: Por definição do júri, foram premiadas as atrizes da peça "As Filhas do Sal" – Ana Caroline Ledur, Fabiola Cristina Orth, Gabriela Mariana Mauss, Joana Gabriela Orth e Nicole Maria Orth.
Melhor ator: Henrique Strieder.
Melhor Diretor: Jardel Rocha.
Melhor Espetáculo: "Os Mamutes".

Tibicuera:

Espetáculo: "Os Saltim(b)ancos".
Direção: Adriane Mottola, por "A Extraordinária Aventura Romântica de Miranda e Leo Lorival".
Elenco: "Os Saltim(b)ancos".
Atriz: Miriã Rossani, por "A Extraordinária Aventura Romântica de Miranda e Leo Lorival".
Ator: Luíz Manoel, por "Alice Além da Toca do Coelho".
Atriz Coadjuvante: Kiti Santos, por "O Mágico de Oz".
Ator Coadjuvante: Dejayr Ferreira, por "O Gato de Botas e ... Bombachas".
Cenografia: Marcos Buffon, por "O Gato de Botas e... Bombachas".
Figurino: Claudio Benevenga, por "O Gato de Botas e... Bombachas".
Iluminação: Ricardo Vivian, por "A Extraordinária Aventura Romântica de Miranda e Leo Lorival".
Trilha Sonora: Felipe Zancanaro, por "A Extraordinária Aventura Romântica de Miranda e Leo Lorival".
Produção: Ursula Collischonn por "Praga de Unicórnio" e Cia de Teatro Menino Tambor, por "O Mágico de Oz".
Dramaturgia: Danuta Zaguetho, Fabiana Santos , Luiz Manoel, Sue Gotardo e Thiago Silva, por "Alice além da Toca do Coelho".

 

publicidade

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895