Confira as produções que estão disponíveis para ver gratuitamente em casa

Confira as produções que estão disponíveis para ver gratuitamente em casa

Uma das alternativas, a Casa de Cinema liberou mais de 40 títulos para o público na quarentena

Por
Correio do Povo


publicidade

Na onda de solidariedade que tem se espalhado pelo mundo, portais, sites e canais de filmes de produtoras e espaços culturais têm liberado conteúdos para aumentar o leque de opções de entretenimento para as pessoas em confinamento.

Além dos serviços por assinatura mais conhecidos, outros estão liberando seus acervos gratuitamente, proporcionando que se possa assistir a uma variedade de estilos cinematográficos, incluindo clássicos, animações e séries, com acesso pela Internet. Citamos alguns abaixo:

Casa de Cinema

A produtora gaúcha disponibiliza 43 títulos para visualização gratuita por streaming, por meio do canal da produtora no Vimeo, produzidos ao longo dos 32 anos de trabalho da Casa. Podem ser vistos curtas e longas que marcaram a história do cinema nacional, como “Meu Tio Matou Um Cara”, “Ilha das Flores”, “Dona Cristina Perdeu a Memória” e “O Dia em que Dorival Encarou a Guarda”.

Também está liberada para acesso duas temporadas da série “Grandes Cenas”, dirigida por Ana Luiza Azevedo e Vicente Moreno. A série documental apresenta, a cada episódio, a análise de uma grande cena de filmes brasileiros e latino-americanos. Participam das entrevistas nomes como Fernanda Montenegro, Jorge Furtado, Murilo Salles, Pablo Trapero, entre outros. Para informações, acesse o site da Casa de Cinema.

Brasileiros

 A plataforma pública de streaming da Prefeitura de São Paulo, a Spcine, liberou por um mês para acesso grátis o seu catálogo de filmes, que tem valioso acervo de clássicos do cinema brasileiro e também filmes mais recentes. Entre as produções disponíveis, está o documentário rodado em Porto Alegre “O Caso do Homem Errado”, de Camila de Moraes (2017), baseado em fato real ocorrido nos anos 1980. Outro destaque é “A Herança da Coruja”, de Chris Marker, que traz uma reunião de intelectuais e pensadores que discorrem sobre valores da cultura ocidental e o legado da Grécia Antiga. Tudo está disponível no site da Spcine Play.

Cinemateca Capitólio

Em suas redes sociais, a Cinemateca Capitólio de Porto Alegre compartilha um link de filme a cada dia. A seleção conta com títulos que já foram exibidos no local. Já ganharam exibição, por exemplo, "Stromboli", do italiano Roberto Rossellini, em parceria com a Zeta Filmes; e “O Show tem de continuar”, do croata Nevio Marasovic, em parceria com a plataforma Fantaspoa at Home (lançada semana passada).

Documentários.

O site do SescTV disponibiliza documentários. Um deles é “O Tamanho que o Planeta é”, que traz reflexões sobre educação, infância e natureza. Outro destaque é a série documental “Paulo Freire, Um Homem do Mundo”, de Cristiano Burlan, sobre o pensador brasileiro que marcou a área da Educação com seus conceitos.

É Tudo Verdade online

O site do Itaú Cultural oferece ao público cinco documentários que abordam aspectos do cinema, uma programação em parceria com o festival É Tudo Verdade 2020. São cinco filmes brasileiros que abordam formas de fruição do cinema, que abrangem um período de 20 anos. Entre eles, está “Cine Mambembe – O Cinema Descobre o Brasil”, de Laís Bodanzky e Luiz Bolognesi (Brasil,1999, 56 min).

Urbanização

Também no site do Itaú Cultural, está disponível a mostra online de filmes “Metrópole em Construção”. Nela, quatro produções, entre dramas e documentários, dos anos 1928, 1965, 1986 e 2018, revelam um breve panorama da urbanização de São Paulo, tema profundamente presente no trabalho do arquiteto Rino Levi.


Fotógrafos

A websérie “No Olhar” apresenta entrevistas com fotógrafos famosos, dando a oportunidade de conhecer melhor sua visão e suas técnicas. O projeto teve apoio da Secretaria da Cultura de Estado do Paraná. NoOlharTV do YouTube.