Confira cinco curiosidades das indicações ao Oscar

Confira cinco curiosidades das indicações ao Oscar

Dois casais receberam indicações: os espanhóis Javier Bardem e Penélope Cruz e os norte-americanos Kirsten Dunst e Jesse Plemmons

AFP

Kirsten Dunst e Jesse Plemmons, casal na vida real e na ficção em "Ataque dos Cães", foram indicados pela primeira vez ao prêmio

publicidade

As indicações para a 94ª edição do Oscar foram anunciadas nesta terça-feira (8), com "Ataque dos Cães" liderando a disputa em doze categorias.

Confira, a seguir, cinco curiosidades das indicações:

- Noite dos casais -

Conquistar uma indicação ao Oscar é sempre uma honra para qualquer ator, mas ser indicado no mesmo ano que seu companheiro deve ser muito melhor.

A edição deste ano indicou dois casais.

Os espanhóis Javier Bardem e Penélope Cruz disputarão as estatuetas de melhor ator e melhor atriz, respectivamente, por "Apresentando os Ricardos" e "Mães Paralelas". É a quarta indicação para eles, que já ganharam um Oscar cada um.

Kirsten Dunst e Jesse Plemmons, casal na vida real que deu vida à viúva que se casa com o irmão de um vaqueiro sombrio em "Ataque dos Cães", foram indicados pela primeira vez ao prêmio.

A lista de casais famosos que conquistaram indicações ao Oscar no mesmo ano inclui Lynn Fontanne e Alfred Lunt, em 1932, Frank Sinatra e Ava Gardner, em 1954, Richard Burton e Elizabeth Taylor, em 1967, e Greta Gerwig e Noah Baumbach, em 2020.

- Diretores fazendo história -

O titã de Hollywood Steven Spielberg fez história no Oscar nesta terça-feira. "Amor sem barreiras", indicado a melhor filme, o transformou no primeiro produtor a conquistar onze indicações.

Também foi anotada uma oitava indicação como melhor diretor, colocando-o ao lado do grande Billy Wilder e atrás apenas de Martin Scorsese e William Wyler.

Jane Campion, com "Ataque dos Cães", é a primeira mulher a ser indicada duas vezes para a categoria de melhor direção, a qual disputou também há 28 anos com "O Piano".

Com sua ampla trajetória, Kenneth Branagh é a primeira pessoa a ser indicada a sete categorias diferentes pela Academia.

O diretor de "Belfast" nunca ganhou um Oscar, mas neste ano concorre a melhor filme, melhor direção e melhor roteiro original.

- EGOT para Lin-Manuel Miranda? -

Os indicados à melhor canção original fazem parte da nata da música, com suas poderosas composições.

Ao conquistar nesta terça-feira sua segunda indicação ao Oscar, o compositor da música "Dos Oruguitas", da animação da Disney "Encanto", Lin-Manuel Miranda, tem uma nova chance de alcançar o cobiçado status EGOT (Emmy, Grammy, Oscar e Tony).

Mas a competição não será fácil.

As superestrelas Beyoncé (King Richard) e Billie Eilish ("Sem tempo para morrer") também estão na disputa com suas primeiras indicações, assim como o roqueiro veterano Van Morrison ("Belfast").

Diane Warren, que nunca ganhou um Oscar, chega à sua 13ª indicação com o sucesso "Somehow You Do", do filme "Quatro Dias ao Teu Lado".

- Flee (A Fuga) -

O filme dinamarquês "Flee (A Fuga)", que narra a perigosa trajetória de um refugiado do Afeganistão para a Europa, fez história nesta terça-feira ao conquistar três indicações.

O filme mistura animação com imagens para contar a verdadeira história de um amigo de infância do diretor Jonas Poher Rasmussen, que com essa estratégia preservou a identidade do seu protagonista.

"Assim podemos divulgar sua história, sem que as pessoas saibam seus segredos mais íntimos ou seus traumas", Rasmussen disse à AFP.

A produção concorre a melhor filme animado, melhor filme internacional e melhor documentário.

- Lady Gaga de fora -

Sempre há uma grande atriz que fica de fora, mas algumas omissões nesta terça-feira irritaram os seguidores de Lady Gaga nas redes sociais.

A estrela do pop interpretou a esposa de um herdeiro do império da moda em "A Casa Gucci".

"Gaga realmente escreveu uma biografia de 80 páginas sobre Patrizia, foi perseguida por um enxame de moscas, estudou animais, contratou uma enfermeira especializada em psiquiatria e falou com sotaque italiano por nove meses, apenas para ser ignorada pelo Oscar", reclamou um fã.


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895