Confusões de clowns e questões raciais movimentam agenda teatral

Confusões de clowns e questões raciais movimentam agenda teatral

Crianças e adultos tem várias opções em contações de histórias, brincadeiras e espetáculoa

Por
Vera Pinto

Felipe Oládélè cria um 'rito virtual' na performance “Fragmentos”


publicidade

Para entreter os pequenos, a Associação Viva e Deixe Viver promove as Domingueiras de Histórias, das 10h às 11h e das 15h às 16h. Voluntários que atuam em hospitais de todo o país contando histórias para crianças e adolescentes internados se apresentarão ao vivo, pelo YouTube (associacaoviva) e Facebook (vivaedeixeviver).  No programa #CCBBeducativoEmCasa, a atração da série “Historietas” é “O Mundo no Black Power Tayó”, um dos livros mais premiados de Kiusam de Oliveira. A vida de uma menina negra empoderada, que “carrega oo mundo em seus cabelos” e valoriza sua ancestralidade pode ser conferida no site www.ccbbeducativo.com. Às 16h, “Os Palhaços Zão e Zoraida” dão asas à imaginação, em números de mágica, acrobacia e muitas trapalhadas, como Grupo Ueba, pelo Facebook e Youtube do Sescrs. 

A Companhia Negra de Teatro, de Minas Gerais, apresenta uma nova construção dramatúrgica, a partir de trechos dos espetáculos “Chão de Pequenos” e “Um Preto”, envolvendo o atual momento de discussões sobre questões raciais e sociais. Na performance “Fragmentos” (Foto), o ator Felipe Oládélè cria um "rito virtual", utilizando a performance, a palavra, o canto, a sonoridade e as imagens para convocar sua própria ancestralidade. Criada, escrita e dirigida pelo artista, conta com trilha sonora original de Felipe Storino, projeções de Fabiano Lana e colaboração de Ramon Brant, Grace Passô e Clovis Domingos. A transmissão será realizada às 21h30min, pelo youtube.com/sescsp e instagram.com/sescaovivo.