Coprodução gaúcha vence Prêmio Quirino na Espanha
capa

Coprodução gaúcha vence Prêmio Quirino na Espanha

'Tainá e os Guardiões da Amazônia' ganhou troféu de Melhor Série de Animação Ibero-americana

Por
Correio do Povo

'Tainá e os Guardiões da Amazônia' venceu Prêmio Quirino.


publicidade

A série “Tainá e os Guardiões da Amazônia”, coprodução entre os estúdios Sincrocine Produções (RJ), Hype (RS) e o grupo ViacomCBS, foi escolhida a Melhor Série de Animação na 3ª edição dos Prêmios Quirino. Voltado à animação ibero-americana e sediado em Santa Cruz de Tenerife, na Espanha, o evento foi realizado em formato on-line este ano. Sua cerimônia de premiação ocorreu no último sábado, dia 27 de junho. Foram inscritos 219 trabalhos, de 17 países. Atualmente, “Tainá” pode ser assistida no catálogo da Netflix em toda a América Latina, no canal por assinatura Nick Jr e, na tv aberta, na Band.

“Esse reconhecimento para nós é muito importante, e espero que ajude a passar uma mensagem sobre o cuidado com a natureza nesta crise do meio ambiente que estamos passando atualmente”, disse o produtor executivo do estúdio Hype de Porto Alegre, Gabriel Garcia, durante a entrega dos prêmios transmitida pela internet. Ele prestou homenagem ao cineasta Pedro Rovai (1938-2018), criador da personagem junto com Virginia Limberger. Também foram destaques desta edição, o longa-metragem espanhol “Klaus” e o curta colombiano “El Párajocubo”, premiados nas respectivas categorias.


Adaptação animada da trilogia de sucesso do cinema brasileiro, “Tainá e os Guardiões da Amazônia” é direcionada ao público pré-escolar. Com 26 episódios de 11 minutos, mostra as aventuras da indiazinha Tainá e seus amigos animais. A série tem direção de André Forni, produção de Carolina Fregatti e produção executiva de Marcela Baptista. Destinado a crianças de 3 a 6 anos, “Tainá” usa personagens brasileiros para estimular nas crianças o respeito à diversidade, às diferenças culturais, com uma mensagem de amizade e ecologia.