Corpo humano e vida artística são temas de estreias do Porto Verão Alegre hoje

Corpo humano e vida artística são temas de estreias do Porto Verão Alegre hoje

"Intestino" é baseada e uma história trágica e verídica durante véspera de Natal

Por
Correio do Povo

"Intestino" está de hoje a domingo, 20h, na Sala Álvaro Moreyra


publicidade

Estruturada a partir do funcionamento do sistema digestivo, para falar das relações humanas, "Intestino" está de hoje a domingo, 20h, na Sala Álvaro Moreyra (Erico Verissimo, 307). Produzida pelo grupo Buraco de Fechadura, sob a direção de Gabriela Chaves, a peça estreou na Mostra 2019 do Departamento de Arte Dramática do Instituto de Artes da Ufrgs. Baseada em uma história verídica e trágica ocorrida em uma véspera de Natal, a atração expõe o excremento humano, no seu sentido metafórico e literal. Por meio de fragmentos que confundem o real com o fictício, visa expor nossas entranhas, com humor e sem pudores.

Após sete anos sem pisarem o palco juntas, Gloria Crystal, Lady Cibele (Everton Barreto) e Laurita Leão (Lauro Ramalho) celebram 30 anos de trajetória artística, em “Rainhas da Noite”, atração do Teatro Renascença (Erico Verissimo, 307), de hoje a domingo, 21h.

As artistas foram colegas de elenco em “Mulheres do Pau Brasil” ou “Quando Eles Viram Elas” (1991), “Crazy Dolls” (1996) e “O Bordel das Irmãs Metralha” (2006), todos com direção de Zé Adão Barbosa e agora pinçam quadros destas montagens, inserindo números relevantes de suas carreiras individuais. O resultado são esquetes e cenas curtas, intercalados com canções interpretadas ao vivo ou dubladas, onde são homenageadas cantoras nacionais e internacionais, no melhor estilo teatro de revista. 

Ambientada nos bastidores de um espetáculo, “Nós (Em Off)”, por sua vez, pode ser conferida de hoje a domingo, 20h, no Teatro Bruno Kiefer da Casa de Cultura Mario Quintana (6° andar). Com direção e dramaturgia de Everson Silva, revela o processo de montagem: marcações dos atores, modificações do texto, construção de intenções, manuseio dos objetos de cena, entre outros aspectos.


Na peça, um grupo teatral tenta sobreviver ao caos da montagem de um espetáculo. Na medida em que o espetáculo visivelmente fracassa, "Nós! (em Off)" avança para um final envolvente. A atração traz uma reflexão sobre a criação artística e as relações com a indústria cultural, com pitadas de autocrítica.