Crise global é tema de novo álbum musical

Crise global é tema de novo álbum musical

Projeto “Ursos Híbridos”, produzido por Antônio Meira com grandes artistas, será lançado hoje nas plataformas digitais

Carol Steques*

Edu K é um dos artistas integrantes do projeto

publicidade

Com o intuito de promover debates e reflexões sobre o meio ambiente, crise global e a pandemia do novo coronavírus que a sociedade está vivenciando, o álbum "Ursos Híbridos" traz em dez faixas o olhar de diferentes músicos sobre as mudanças climáticas e os efeitos do ser humano no mundo. "Esse é o ambiente de desafio que o disco tenta tratar. O enlace dessa lógica com a pandemia se dá pela origem do vírus que se abateu sobre os humanos, que é um vírus de origem animal. Se a gente for parar para pensar, de queimadas à camada de ozônio e derretimento da camada polar, tudo está interligado no mundo", ressaltou o produtor Antonio Meira, curador do projeto.

Com o desafio de gravar as canções em casa, em função do isolamento social, o disco promove a hibridização dos músicos ao longo de cada faixa. A música "Depois de Nós", do cantor Jéf - em parceria com Thiago Heinrich no baixo, piano, bateria, violão e programações - aborda com muita leveza os desastres naturais, fazendo com que o público preste atenção na letra e reflita a partir dela. Jéf conta que o processo de criação da música foi bem delicado, mais racional do que intuitivo. "Quem conhece as minhas canções, sabe que eu falo de relacionamentos, por exemplo, mas de uma forma muito sutil. Então foi um desafio fazer uma canção sobre o mundo na minha linguagem. Eu anotei os desastres naturais que aconteciam e a partir deles eu fui criando as frases que contemplassem o jeito sutil de falar nas minhas composições. Foi tudo bem pensado”, lembra o músico.

Para Jéf, a pandemia ressaltou a importância de pensar no próximo e de fazer um exercício de empatia em relação ao outro, cuidando principalmente do legado que a sociedade irá deixar para as gerações seguintes. “Eu estou bem feliz de participar do projeto, eu acho que é um projeto muito bonito e que vai chamar a atenção. Eu fiquei muito honrado pelo convite e estou na expectativa de ouvir todos os outros artistas que participaram”, conclui. 

Em todas as faixas, o público tem a oportunidade de refletir sobre a vida e o meio ambiente. A música "Patagônia", de Veco Marques, produtor e um dos guitarristas da banda Nenhum de Nós, traz uma faixa instrumental. Segundo Veco, o grande "lance" da música instrumental é o caminho que ela leva o público para a reflexão, seja um jazz ou música clássica, por exemplo, a melodia abre canais para que a música possa fluir e fazer com que as pessoas pensem sobre a temática abordada. "Patagônia", conta com a participação especial de Nico Bueno (baixo fretless) e Márcio Tubino (flautista).

Veco conta que a música sempre foi objeto de transformação e estudo, fazendo com que as pessoas reflitam sobre o seu cotidiano. "Eu acho que o exemplo que estamos tendo em 2020 sobre a necessidade da arte na vida das pessoas, em um período que a gente passou quase que enclausurado dentro de casa, deu para entender a importância da arte, seja ela através da música, da literatura e de filmes", ressaltou.

De acordo com Antonio Meira, um disco fluindo e tendo toda a circulação de um ambiente mundial através das conexões que a música permite, trazendo temas tão relevantes para a sociedade, consiga realmente chamar a atenção de todos e promover conscientização na população. "Talvez uma grande quantidade de canções sirvam para estabelecer conexões através da arte e da música, no sentido de chamar atenção e cada vez mais a gente estabelecer elos de conscientização possíveis", explicou o produtor. O álbum completo está sendo lançado hoje no Youtube.

*Sob a supervisão de Luiz G. Lopes


publicidade

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895