De Charlize Theron a Roberto Rosselini

De Charlize Theron a Roberto Rosselini

Lançamentos de filmes em streaming estão entre as novidades nas telas

Marcos Santuario

‘The Old Guard’, dirigido por Gina Prince-Bythewood, conta com Charlize Theron (ao centro) liderando o elenco.

publicidade

Entre as novidades que chegam a todas as telas, menos aos dos cinemas ainda fechados por conta da pandemia, está “The Old Guard”, dirigido pela norte-americana Gina Prince-Bythewood e com a versátil Charlize Theron no elenco. O filme entra na grade de programação da Netflix a partir desta sexta-feira, tendo no elenco ainda os nomes de Kiki Layne, Marwan Kenzari, Luca Marinelli, Harry Melling, Van Veronica Ngo, Matthias Schoenaerts e Chiwetel Ejiofor. Na trama, sob a liderança de Andy (Charlize Theron), um grupo secreto de mercenários que possuem o “dom da imortalidade” luta há séculos para proteger o mundo. E é em uma missão de emergência que suas espetaculares habilidades alcançam notoriedade, envolvendo códigos genéticos. Entre o grupo, cabe a Andy e Nile (vivida pela atriz KiKi Layne), a mais nova integrante da equipe, fazer de tudo para acabar com a ameaça de quem quer replicar seus poderes e lucrar com eles.
A produção, repleta de intensas cenas de ação, é baseada na série de quadrinhos de Greg Rucka. A diretora, Gina Prince-Bythewood, já tem no currículo filmes como “Além dos Limites” e “Nos Bastidores da Fama”. 
SESC — Para outros gostos, a série Cinema #emcasacomsesc estreia hoje quatro produções em sua plataforma digital. Um clássico de Roberto Rossellini de 1959, além do alemão “Manifesto”, e duas produções brasileiras, o documentário “Todos os Paulos do Mundo” e a animação infantil “Molly, a Monstrinha”. 
“De Crápula a Herói”, de Roberto Rossellini, foi o vencedor do Leão de Ouro de Melhor Filme no Festival de Veneza em 1959. Ambientado na Itália de 1943, acompanha o vigarista e jogador Emmanuele Bertone que finge ser coronel do Exército para extorquir dinheiro de inocentes que desejam ajudar parentes presos. Quando é preso também, aceita colaborar com a Gestapo, passando-se pelo General della Rovere, que seria líder da Resistência. 
Outro título que chega é “Manifesto”, do alemão Julian Rosefeldt. A produção traz os históricos manifestos de arte e como estes podem ser aplicados à sociedade contemporânea. Estrelado por Cate Blanchett, o filme explora os componentes performáticos e o significado político de declarações artísticas e inovadoras do século XX, que vão dos futuristas e dadaístas ao Pop Art, passando por Fluxus, Lars von Trier e Jim Jarmusch. 
PAULO JOSÉ —  A partir de hoje, o público pode conferir o documentário “Todos os Paulos do Mundo”, de Gustavo Ribeiro e Rodrigo de Oliveira, colocando em cena a carreira do talentoso ator Paulo José. Sua trajetória é revista a partir de filmes como “Todas as Mulheres do Mundo” e “Macunaíma”, passando por “O Padre e a Moça”, “Juventude” e “O Palhaço”. Para o público infantil, a plataforma disponibiliza a animação “Molly, a Monstrinha”, de Matthias Bruhn, Michael Ekbladh e Ted Sieger, com a história da monstrinha Molly, que vive dias de ansiedade. Quando sua mãe colocou um novo ovo, Molly percebe que a chegada de um irmãozinho ou irmãzinha era iminente. A monstrinha começa uma jornada por caminhos que a levarão a diversos novos lugares, para entender seu novo papel dentro da família que está crescendo. Da ação com Charlize Theron até as peripécias da monstrinha, as opções estão à disposição de toda a família.


publicidade

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895