Decretado luto oficial de três dias no RS em função da morte de Nico Fagundes
capa

Decretado luto oficial de três dias no RS em função da morte de Nico Fagundes

Enterro está previsto para as 18h no Cemitério João XXIII, em Porto Alegre

Por
Rádio Guaíba

Cerimônias fúnebres ocorrem até as 17h no Salão Negrinho do Pastoreio do Piratini

publicidade

O governador José Ivo Sartori seguiu o exemplo do prefeito José Fortunati e também decretou luto oficial de três dias pela morte do historiador, folclorista, antropólogo, músico, advogado e poeta Antônio Augusto Fagundes, o Nico, que faleceu na noite dessa quarta-feira, aos 80 anos, depois de um mês internado com problemas respiratórios no Hospital Ernesto Dornelles.

Músicos, artistas, intelectuais, parlamentares, secretários de Estado, parentes, amigos e admiradores seguem prestando as homenagens póstumas no salão Negrinho do Pastoreio, no Palácio Piratini. O enterro está previsto para as 18h no Cemitério João XXIII, em Porto Alegre.

Nico Fagundes ficou conhecido por apresentar o programa Galpão Crioulo, da RBS TV, durante mais de 30 anos, até 2012, quando a atração passou a ter, no comando, o sobrinho, Neto Fagundes. Ele também era um estudioso de costumes gauchescos como culinárias, vestimentas e cultura.

Em 2010, o cantor chegou a ficar em coma induzido para tratar de uma infecção causada por uma bactéria. Formado em Direito, História e Antropologia, Nico é o autor da música "Canto Alegretense", composta em homenagem à cidade onde nasceu e notabilizada como uma espécie de hino extraoficial do Rio Grande do Sul.