"Devs" questiona a tecnologia hoje

"Devs" questiona a tecnologia hoje

Chega às telas a série ao estilo thriller de ficção científica criada e dirigida pelo britânico Alex Garland

Marcos Santuario

"Devs" chega às telas do Fox Premium 1

Na onda das produções que colocam em cena o tema da tecnologia e suas implicações humanas e sociais, chega às telas do Fox Premium 1 “Devs”, com direção de Alex Garland. Junto à Andrew Macdonal e Allon Reich, Garland também é produtor executivo da série, na qual assina ainda o inteligente e enigmático roteiro. Garland é talentoso escritor, roteirista, produtor e diretor de cinema britânico, conhecido pelas produções “28 Days Later” e “Ex Machina”.

Ao estilo minissérie e com oito episódios de uma hora cada, “Devs” é ambientada em um cenário tecnológico de vanguarda e trata sobre os alcances da tecnologia. O centro da trama tem uma jovem engenheira de software chamada Lily Chan (Sonoya Mizuno, de “Annihilation”), que trabalha para Amaya, uma reconhecida empresa de tecnologia da computação quântica com sede no Vale do Silício, o centro tecnológico da Califórnia.

O detonante da ação dramática é que ela não acredita no suposto suicídio de seu noivo Sergei (Karl Glusman, “Nocturnal Animals”), e começa a investigar a causa e de sua morte e rapidamente se dá conta de que todas as pistas levam a Forest (Nick Offerman, “Parks and Recreation”), o enigmático CEO de Amaya e a Devs, a divisão secreta da companhia. Em sua busca pela verdade, Lily descobre uma conspiração tecnológica que poderia mudar o mundo.

Com trilha incidental inquietante e enigmática, os episódios produzem mais envolvimento a medida em que se sucedem, e vão incluindo novos elementos às vivências das personagens. Isso é o que se percebe já nos dois primeiros episódios, que vão dando o tom de mistério e de questionamento dos limites éticos da tecnologia em mãos humanas.

Estas e outras questões existencialistas já fazem parte da trajetória de Alex Garland, em meio ao debate questões humanas e a relação com a tecnologia. Vale lembrar que, em 1997,  lançou a novela “The Beach”, que chegou aos cinemas em 2000 como “A Praia”, com direção de Danny Boyle e com Leonardo diCaprio no elenco.  Já em 2015 dirigiu Ex Machina, um elogiado thriller psicológico distópico em que a inteligência artificial está no centro das relações de homens com máquinas. Três anos depois dirigiu o suspense “Aniquilação”, para Netflix.


publicidade

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895