Duo André Mehmari & Antônio Loureiro faz tributo a Egberto Gismonti nesta quinta

Duo André Mehmari & Antônio Loureiro faz tributo a Egberto Gismonti nesta quinta

Disco emblemático de Egberto, de 1977, será apresentado em recital único

Luiz Gonzaga

Duo formado por André Mehmari e Antõnio Loureiro executa sua versão para o disco "Carmo", de Egberto Gismonti, e outros clássicos do músico fluminense

publicidade

O duo do pianista André Mehmari e do multi-instrumentista Antônio Loureiro vai mostrar pela segunda vez a Porto Alegre um espetáculo concebido para o evento Conexão 77, produzido pelo violonista e produtor carioca Luiz Felipe de Lima. A recriação do emblemático disco “Carmo”, lançado por Egberto Gismonti em 1977, na fase cancioneiro do músico fluminense de 71 anos, natural da cidade do Carmo terá uma reapresentação nesta quinta, às 21h, no StudioClio (rua José do Patrocínio, 698). 

Algumas músicas do repertório são do início da carreira de Gismonti, do final da década de 1960 e início da de 1970, canções elaboradas com complexidade na composição e beleza na execução e outras clássicas instrumentais. “O nosso duo, meu e do Antônio Loureiro, existe há algum tempo, gravamos um disco com composições próprias em 2016 e aí o Luiz Felipe convidou para este Conexão 77. Sei que o 'Carmo' foi um recital único, que não teve registro em vídeo e não virou disco”, revela André Mehmari. A curiosidade da data do lançamento disco “Carmo”, de Gismonti, é que ele foi lançado no ano do nascimento de André, 1977. 

Ele lembra que o espírito do recital é de fidelidade ao original, mas com uma nova luz e roupagem. “Esta é uma fase curiosa do Egberto. Era uma época basicamente de canções, fase criativa, que tinha uns sambas, algo caipira, isto nunca mais voltou depois dos anos 1980”, afirma André, que vai cantar e tocar piano e sintetizadores, enquanto Loureiro contribui com bateria, percussão e voz. 

O pianista destaca que considera o StudioClio um lugar especial, com o qual tem uma ligação e prioriza fazer os shows neste local. “Tenho esta ligação com o Chico Marshall e estamos levando este show inédito no Sul, com um frescor muito grande e uma renovação em relação à primeira apresentação. Eu estreei em Porto Alegre com a Ná Ozzetti no Salão de Atos da Ufrgs e já toquei em outros lugares, mas o Clio tem uma aura especial”, frisa, lembrando que tem ligação forte com os gaúchos. 

Os ingressos antecipados para "Carmo" podem ser adquiridas pelo site, por R$ 80 (inteira), ou por R$ 50 pela entarda solidária. Depois de Porto Alegre, o show “Carmo” será apresentado na sexta-feira, na Casa de Francisca, em São Paulo. 


publicidade

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895