Emilia Clarke revela que sofreu dois aneurismas no período de gravações de "Game of Thrones"
capa

Emilia Clarke revela que sofreu dois aneurismas no período de gravações de "Game of Thrones"

Complicações ocorreram em 2011 e em 2013

Por
Correio do Povo

Atualmente, atriz afirma estar totalmente recuperada

publicidade

A atriz Emilia Clarke revelou, por meio de um artigo no The New Yorker, ter sofrido dois aneurismas durante o período de gravações da série "Game Of Thrones", na qual interpreta Daenerys Targaryen. "Quando todos os meus sonhos de infância pareciam ter se tornado realidade, eu quase perdi a cabeça e depois a minha vida. Eu nunca contei essa história publicamente, mas agora é a hora", escreveu.

Conforme Clarke, tudo começou em 2011, logo após o final das filmagens da primeira temporada, quando estava enfrentando um grande estresse por causa da estreia. A atriz relatou que estava malhando com seu personal trainer quando sofreu o primeiro aneurisma e que o primeiro sintoma foi uma enxaqueca muito forte.

"Eu tentei ignorar a dor e continuar, mas simplesmente não consegui. Eu disse ao meu treinador que eu tinha que fazer uma pausa. De alguma forma, quase engatinhando, cheguei ao vestiário. Cheguei ao banheiro, caí de joelhos e comecei a vomitar violenta e volumosamente (...) Em algum nível, eu sabia o que estava acontecendo: meu cérebro estava danificado", contou.

Segundo a estrela de "GoT", ao chegar ao hospital, o diagnóstico foi rápido: ela teve uma hemorragia subaracnóidea, um tipo de acidente vascular cerebral com risco de vida, causado pelo sangramento no espaço ao redor do cérebro. Uma cirurgia urgente precisou ser feita para evitar que um segundo sangramento, dessa vez fatal, acontecesse.

Depois de três horas de uma operação endovascular, ou seja, minimamente invasiva, a atriz disse que foi encaminhada para a U.T.I, onde ficou em observação por duas semanas. "Uma noite, depois de passar por essa marca crucial, uma enfermeira me acordou e, como parte de uma série de exercícios cognitivos, disse: 'Qual é o seu nome?'. Meu nome completo é Emilia Isobel Euphemia Rose Clarke. Mas eu não conseguia lembrar. Em vez disso, palavras sem sentido saíram da minha boca e eu entrei em pânico", relembrou.

Como consequência do trauma que o cérebro da atriz enfrentou, ela estava sofrendo uma Afasia, que se caracteriza por um enfraquecimento do poder de captação, de manipulação e expressão de palavras. "Eu podia ver minha vida à frente, e não valia a pena viver. Eu sou uma atriz; Eu preciso lembrar minhas falas. Naquele momento eu não conseguia lembrar meu nome", acrescentou.

Contudo, Clarke destacou que conseguiu se recuperar após uma semana e logo em seguida voltou para os eventos de lançamento da primeira temporada da série, além das gravações do segundo ano. Esses momentos, é claro, acabaram sendo difíceis, como relatou a atriz, sobre sua saúde ainda muito precária. "Sendo honesta, em todos minutos de todos os dias, (das gravações da segunda temporada) eu pensava que eu ia morrer", contou.

Segundo aneurisma

Apesar de seguir com a vida normalmente, Clarke indicou que um segundo aneurisma havia sido detectado antes de ter alta. A princípio, por se tratar de um significativamente menor que o primeiro, ele poderia nunca chegar a causar danos, mas uma observação constante era necessária.

E assim foi por dois anos, até que, em 2013, quando a atriz estava em Nova Iorque para uma peça da Broadway, a segunda complicação aconteceu. Em um exame de rotina, foi constatado que o outro aneurisma havia duplicado de tamanho e outra cirurgia seria necessária. No entanto, o que era para ter sido uma pequena operação teve complicações, que resultaram em um sangramento massivo.

"Meus pais estavam lá. 'Vejo você em duas horas', minha mãe disse, e eu fui para a cirurgia, outra viagem até a artéria femoral para o meu cérebro. Sem problemas. Exceto que houve. Quando eles me acordaram, eu estava gritando de dor", revelou. Clarke, então, precisou passar por uma nova cirurgia, desta vez mais complexa e demorada.

A recuperação também foi mais complicada e durou um mês inteiro. Segundo a atriz, partes do crânio precisaram ser substituídas por titânio e o medo de sequelas irreparáveis foi ainda maior. "Eu parecia ter passado por uma guerra mais horrível do que qualquer outra que Daenerys experimentou", avaliou.

Clarke disse ainda que, hoje em dia, está 100% recuperada e decidiu lançar uma instituição de caridade chamada SameYou. A iniciativa foi criada com parceiros dos Estados Unidos e Reino Unido, com o objetivo de fornecer tratamento para pessoas que sofreram lesões cerebrais e AVC. "Há algo gratificante, e além de sorte, em chegar ao final de 'Game of Thrones'. Estou muito feliz por estar aqui para ver o final desta história e o começo de tudo o que vem a seguir", finalizou.