Estilista passa a produzir máscaras para ajudar combater coronavírus
capa

Estilista passa a produzir máscaras para ajudar combater coronavírus

Christian Siriano atendeu a um pedido de ajuda do governador de Nova Iorque

Por
AE

Christian compartilhou imagens da sua equipe trabalhando e produzindo as máscaras

publicidade

O estilista Christian Siriano, que ficou famoso após ganhar um reality show de moda e já fez vestidos para personalidades como Céline Dion e a atriz Zendaya, está utilizando os equipamentos da sua marca de vestidos de luxo para produzir máscaras cirúrgicas em meio à pandemia do novo coronavírus.

A medida veio após um pedido de ajuda de Andrew Cuomo, governador de Nova Iorque. O estado atualmente possui o maior número de casos do novo coronavírus nos Estados Unidos, com metade dos casos de todo o país, e tem sofrido com falta de equipamentos hospitalares, como máscaras.

“Se o governador Cuomo diz que nós precisamos de máscaras, meu time irá ajudar a fazer algumas. Eu tenho um time inteiro de costura trabalhando de casa que pode ajudar”, disse Siriano no Twitter.

Cuomo respondeu o estilista no mesmo dia: “Nós estamos em contato com Christian. Nós apreciamos muito sua ajuda. Quem será o próximo? Vamos fazer isso juntos, Nova Iorque”.

Na terça-feira, Christian compartilhou diversos stories em sua conta no Instagram mostrando sua equipe trabalhando e produzindo as máscaras. “Isso é o que a moda é para nós no momento. Fazendo centenas de máscaras por dia e é com isso que podemos ajudar”, disse o estilista em uma publicação que mostra seu time de costureiras. 

Até ontem, os Estados Unidos registraram 53 mil casos de pessoas contaminadas com o vírus, com nove mil novos casos apenas nesta terça. Também foram confirmadas 700 mortes.